ÁGUA: Uma questão para o mundo todo

Tal como no Nordeste brasileiro, há diversos pontos do mundo em que a escassez hídrica é motivo de êxodo da população e alvo de políticas públicas. Em termos globais, a oferta de água corre o risco de entrar numa crise profunda, pressionada cada vez mais pelo crescimento demográfico, pelas mudanças climáticas, pela contaminação de fontes e pelo desperdício. A crise é menos uma questão de insuficiência real, e mais de mau gerenciamento do uso dos recursos hídricos. A falta de água afeta não só a saúde humana, mas também o desenvolvimento socioeconômico da sociedade e o rumo das relações entre nações.
Diante do cenário em que a escassez hídrica atinge 11% da população mundial, a Unesco (entidade da ONU voltada para a educação, a ciência e a cultura) declarou que 2013 é o Ano Internacional de Cooperação pela Água. A iniciativa tem o objetivo de alertar para a necessidade de administrar melhor as fontes de água, que estão sendo afetadas pelo aumento do consumo e pelo uso desequilibrado desse recurso fundamental. As perspectivas são preocupantes: a ONU estima que, se as políticas em relação à água não mudarem, 1,8 bilhão de pessoas estarão vivendo em zonas muito secas e dois terços da humanidade estarão sujeitos a alguma restrição no acesso à água em 2025.

Crise silenciosa

O planeta já enfrenta uma crise de abastecimento de água, apesar de isso não significar que o líquido esteja diminuindo. A água que circula por mares, rios e lagos, que está guardada nos depósitos subterrâneos e nas calotas polares, como gelo, ou que circula em forma de umidade pela atmosfera, tem um volume quase constante, que demora milhões de anos para ser alterado. Essa quantidade quase não se altera pois a água está em eterno processo de reciclagem natural: evapora, desaba como chuva, escorre para o fundo da terra e retorna para a superfície, de onde volta a evaporar, no chamado ciclo da água. Por isso, a água é um recurso renovável.
 http://msalx.almanaque.abril.com.br/2013/08/19/1233/pagina-95_01.jpeg?1376926927
Afora uma pequena parcela que, quando desmembrada pelos raios solares em hidrogênio e oxigênio, deixa a atmosfera do planeta, a água que hoje usamos para matar a sede e para o banho é composta das mesmas moléculas que formaram os mares em que nadaram os primeiros peixes, as chuvas que molharam os dinossauros e o gelo que recobriu grandes partes do planeta nas eras glaciais. Mas um recurso renovável não se mantém, necessariamente, inesgotável e com boa qualidade todo o tempo. Tudo depende do equilíbrio entre a renovação e o consumo.
Existem fatores naturais que limitam o volume de água disponível para os seres humanos. Muitos povos vivem em zonas áridas, e mesmo regiões ricas em recursos hídricos podem passar esporadicamente por secas que afetam os mananciais. Isso sempre foi assim. A diferença, na situação atual, é que enfrentamos uma ameaça de escassez crônica de proporções globais cuja grande causa é a atividade humana. O consumo crescente e o desperdício, a contaminação dos mananciais e as alterações climáticas que a Terra está passando desequilibram a relação entre a oferta e a demanda de água doce em boas condições para o uso do ser humano.
Avaliar o volume total de água no planeta é uma ciência pouco exata. Os especialistas reconhecem que muitos dados são pouco confiáveis e os números podem variar. Ainda assim, a estimativa sobre o volume de água potável a que o homem tem acesso apresenta valores bem aceitos na comunidade científica. Esses valores demonstram que, apesar de a Terra ter três quartos de sua superfície submersos, a parcela de água à disposição da humanidade é, em relação ao volume total, muito pequena.
Do total de 1,39 bilhão de quilômetros cúbicos de água que revestem o globo, apenas 2,5% são de água doce. Além disso, a maior parte da água doce não está ao alcance do homem – está congelada nas geleiras e calotas polares ou escondida em depósitos subterrâneos. A quantidade de água a que o homem tem acesso fácil – a superficial, de rios, lagos e pântanos – é de, no máximo, 0,4% da água doce existente no mundo. Contamos com isso para matar a sede, cuidar da higiene, gerar energia e produzir alimentos e bens industriais. No fim das contas, é água mais do que suficiente. Mas, segundo a ONU, uma a cada nove pessoas no mundo não tem acesso à água potável em quantidade necessária para garantir sua saúde, nem um padrão de vida que reflita um bom desenvolvimento social e econômico.

Causas da escassez

Se o problema não é a quantidade, então o que está causando uma crise global de água? A resposta é a combinação de diversos fatores: o crescimento populacional, a expansão do consumo associada à melhoria dos padrões de vida, mudanças alimentares, aquecimento do planeta e mau gerenciamento estão aumentando as pressões sobre o abastecimento local e mundial de água. Essas variáveis passam por mudanças rápidas e muitas vezes imprevisíveis. A população mundial cresce aceleradamente. Em 1950, éramos 2,5 bilhões de pessoas, e, em 2011, 7 bilhões. Segundo as estimativas da ONU, passaremos a 8,3 bilhões em 2030 e a 9,3 bilhões em 2050. Os efeitos desse aumento populacional é sentido em várias regiões.

 http://msalx.almanaque.abril.com.br/2013/08/19/1216/pagina-98.jpeg?1376926164
O crescimento demográfico não significa apenas mais torneiras, descargas sanitárias e chuveiros nas residências. Significa, principalmente, que as sociedades precisam gerar mais energia e produzir cada vez mais, tanto no campo quanto nas fábricas (veja infográfico). Os cálculos indicam que precisaremos de 60% a mais de energia vindas de hidrelétricas e de outras fontes renováveis. O desenvolvimento industrial e agropecuário é hoje responsável pelo consumo de 90% de toda água usada pela humanidade. E, quanto mais rica é uma população, maior é o consumo de água por pessoa, tanto no uso doméstico quanto por meio de sua alimentação e seu modo de vida. Com mais gente, prevê-se que, em 2030, a demanda por comida aumentará em 50% em todo o planeta.
A disparidade entre o consumo de água por ricos e pobres expressa uma perversa lógica de mercado. À população carente sem acesso ao serviço de fornecimento de água restam duas tristes opções: ou longas caminhadas diárias até poços e reservatórios, ou a compra de água de fornecedores particulares – agueiros ou caminhões-pipa. Nas duas situações, os prejuízos econômicos e sociais são imensos: estima-se que os africanos gastem 40 bilhões de horas a cada ano só no trabalho de coleta de água em pontos distantes e de transporte para suas casas.

Mau gerenciamento

Talvez o maior exemplo de como a ação humana interfere na água disponível no planeta esteja na Ásia Central, no Mar de Aral. Significa “mar das ilhas”, mas hoje pouco restou do corpo de água que dava nome ao local. Encravado entre o Uzbequistão e o Cazaquistão, o Aral era o quarto maior lago do mundo até 1960, ocupando uma área de 68 mil quilômetros quadrados – o equivalente a cerca da metade do Ceará. Hoje, não restam nem 10% de sua área original. O desastre é fruto de projetos muito mal concebidos na época da União Soviética: as águas dos Rios Amu e Syr, que alimentam o Aral, foram desviadas para irrigar lavouras em extensões desérticas daquela parte do mundo. Em pouco tempo, o lago começou a ver suas águas recuarem, numa dinâmica que não parou mais.
Além de supersaturada de sal, a água que resta está bastante poluída por agrotóxicos oriundos das lavouras nas proximidades. Em condições tão adversas, todo o ecossistema do Aral ficou comprometido, e o clima próximo tornou-se mais desértico. As antigas ilhas surgiram na paisagem como cumes de áridas montanhas. A insalubridade afeta a saúde humana. Arrastada pelos ventos, a areia poluída do leito seco espalha-se por quilômetros, afetando as populações. Como resultado, aumenta a incidência de doenças respiratórias, de fígado e dos rins e os casos de câncer.
 http://msalx.almanaque.abril.com.br/2013/08/19/1216/pagina-96-97_02.jpeg?1376926164
Os especialistas consideram impossível devolver ao Aral a configuração e as características de 50 anos atrás. Mais fácil é corrigir a salinidade e a poluição em algum bolsão, isoladamente. O Cazaquistão realizou uma experiência no lago norte em 2005, construindo um grande dique para reter a água no que restava do mar. Com a ação, o nível da água subiu e a salinidade caiu. Os peixes voltaram e, com eles, a pesca – atividade econômica que garante a sobrevivência de comunidades locais. Para os lagos no sul, as perspectivas não são tão boas. É que as obras, muito maiores, exigem dezenas de bilhões de dólares e dependem de acordos difíceis de se concretizarem entre as nações que dividem a Bacia do Rio Amu.

Fontes de conflitos

O exemplo do Mar de Aral revela uma das facetas da crise global de água, pois as necessidades econômicas acirram, cada vez mais, disputas pelo precioso líquido. O principal foco de briga está nos rios e bacias compartilhados por dois ou mais países. Essa foi uma das motivações do Ano Internacional de Cooperação pela Água. A palavra “cooperação” ganha um caráter estratégico: a ONU espera que as sociedades desenvolvam mecanismos de ação compartilhada para manejar as fontes hídricas capazes de gerar benefícios econômicos e melhorias no padrão de vida das populações envolvidas. Além disso, o termo não deixa de ter um apelo pacifista, à medida que os conflitos pelo controle das fontes de água são uma realidade em vários pontos do planeta.
Um exemplo é o Rio Nilo, que, ao atravessar o Deserto do Saara, é a base da vida no Egito há milhares de anos. Antes de atingir o território egípcio, suas águas atravessam diversos países, como o Sudão, a Etiópia e o Quênia. As águas podem ser afetadas por barragens, uso excessivo ou poluição na parte superior da bacia antes de chegar ao Egito. As políticas de gestão do Nilo, por isso, são assunto importante na relação entre o Egito e seus vizinhos.
 http://msalx.almanaque.abril.com.br/2013/08/19/1216/pagina-96-97_01.jpeg?1376926164
No mundo, existem mais de 200 aquíferos localizados em subterrâneos de mais de uma nação, como o Guarani – que se estende sob o Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Há mais de 260 bacias hidrográficas transnacionais, que abrangem 148 países e 40% da população mundial. Os especialistas estimam que, se tais recursos não forem bem manejados em conjunto pelas nações envolvidas, pode-se criar um contingente de 100 milhões de migrantes nas próximas duas décadas. Avaliam também que, no século XXI, a água pode ser o principal deflagrador de guerras.
O Instituto Pacífico, especializado no tema, contabiliza mais de 50 episódios de confronto militar, revoltas populares ou ataques terroristas relacionados ao acesso à água, entre 2000 e 2012.
O atual conflito na Síria tem como um dos panos de fundo a disputa pela água. Depois que Bashar al-Assad assumiu, em 2000, passou a favorecer os grandes fazendeiros, que acumularam terra e extraíram do subsolo a água sem qualquer controle, reduzindo as reservas hídricas do país. As dificuldades para manter as lavouras acabou por expulsar pequenos agricultores do campo, e a seca que atingiu o país entre 2006 e 2011 acentuou o êxodo rural. Os centros urbanos incharam, e o governo não conseguiu prover serviços adequados a uma massa de crianças que chegava ao início da vida adulta com grande descontentamento com a situação, quando o conflito começou.
Um dos casos mais persistentes de disputa pela água, que também envolve a Síria, é a tensão permanente, há décadas, entre o país e Israel, na disputa pelas Colinas de Golã, região síria ocupada militarmente pelos israelenses em 1967. Além da importância militar, em função de estarem em um terreno elevado, as colinas abrigam as nascentes do Jordão, o principal rio da região. As águas do Jordão são de uso vital para as populações da região, inclusive para palestinos, que dependem de Israel para ter acesso a elas. A preocupação aumenta, pois o Rio Jordão vem perdendo volume de água, e as margens do Mar Morto, onde ele deságua, estão recuando.

Questão de saúde

HAITI DOENTE - Menino de Porto Príncipe compra água: a epidemia de cólera, doença transmitida por água contaminada, matou mais de 8 mil pessoas desde 2010

Crédito: Marco Dormino/UN Photo/UNICEF
Uma das bases da vida humana, o acesso à água de boa qualidade está diretamente ligado à saúde. A ONU considera que desenvolvimento socioeconômico e água são fatores interdependentes. Sem água, não é possível sobreviver. Mas o excesso dela também atrapalha: enchentes forçam pessoas a deixarem suas casas, além de transmitirem doenças. Sem água limpa, a população adoece. E sem saúde, as crianças têm dificuldade em aprender e os adultos, em trabalhar. Forma-se um círculo vicioso: sem trabalho e aprendizado, uma população permanece subdesenvolvida e pobre – o que contribui para mais desinformação e maior incidência de doenças. Estima-se que, no mundo todo, mais de 700 milhões de pessoas não tenham acesso à água potável e 2,3 bilhões careçam de esgoto tratado.
A água transmite ou está relacionada com a transmissão de diferentes tipos de enfermidades, divididos em quatro grupos de acordo com os tipos de transmissão:
  • Águas fluviais contaminadas: transmissão direta por meio da ingestão ou contato com água não tratada. Exemplo: a diarreia, que mata mais de 2 milhões de pessoas a cada ano.
  • Contaminação por falta de água: acontece quando a quantidade de água disponível não é suficiente para a higiene pessoal. Exemplo: a diarreia.
  • Doenças causadas por agentes patogênicos, pelo consumo de alimento contaminado ou pelo contato interpessoal: são transmitidas por organismos que vivem na água ou precisam dela em seu ciclo de vida. Exemplo: a esquistossomose, que afeta 200 milhões de pessoas a cada ano.
  • Contaminação por hospedeiros: são transmitidas por insetos que têm seu ciclo de vida ligado à água. Exemplos: a dengue, a febre amarela e a malária. Juntas, essas doenças causam 1,5 milhão de mortes por ano no mundo.
As maiores vítimas das doenças são as crianças de países pobres e em desenvolvimento: do total de pessoas que morrem anualmente de diarreia, 90% têm abaixo de 5 anos. Mesmo quando não causa a morte diretamente, a água contaminada provoca enfermidades que debilitam o indivíduo, tanto física quanto mentalmente. É o caso da esquistossomose, que retarda o crescimento e afeta a capacidade de aprendizagem das crianças.
Para quase todas as doenças, a contaminação poderia ser evitada com água limpa e uma rede de tratamento de esgoto. A difusão de hábitos de higiene, o monitoramento de represas e o cuidado com a limpeza de vegetações aquáticas e controle de pântanos também são mecanismos de combate à difusão dessas enfermidades. Essas medidas fariam a mortalidade infantil diminuir drasticamente no mundo e, como resultado, haveria o aumento da expectativa de vida da população mundial.
A solução da crise de água em toda sua extensão – enfrentamento de secas, medidas contra a desertificação e as enchentes, gerenciamento adequado das fontes hídricas – exige investimento maciço de recursos com objetivo de ampliar o acesso universal aos serviços de fornecimento de água e saneamento, além de acordos efetivos entre países para a cooperação no uso da água. Os especialistas apontam também a necessidade de mudança nos padrões de produção e consumo, para evitar o desperdício de água nas esferas doméstica, industrial e agropecuária.

Fonte: Almanaque Abril https://almanaque.abril.com.br/materia/um-problema-que-afeta-a-todos

94 comentários:

  1. O declínio da água está claro que daqui a alguns anos se não cuidarmos iremos ficar sem água tratada ou até mesmo sem. Pois nos dias de hoje ainda tem continentes como a África e a Ásia não tem os tratamentos corretos e isso prejudica a população desses países, que vem diminuindo cada vez mais.
    Porém nos demais países a população vem crescendo cada vez mais, e com isso mais e mais pessoas vem poluindo os rios fazendo assim com que dificulte a limpeza deles. Deste modo as fontes de água não irão mais servir e a comunidade habituada perto do local poderá ter infecções crônicas. Essas escassezes certamente irão nos prejudicar futuramente.
    Milena Prodossimo 3CM Colégio CEC

    ResponderExcluir
  2. A escassez de agua presente na atualidade deve-se ao consumo excessivo desta em algumas regiões. Grandes cidades tem uma demanda de agua muito significativa.
    A sociedade numerosa faz uso irregular da agua, uma pequena quantidade de pessoas, com bom poder aquisitivo pode consumir agua tranquilamente, já nas periferias, na maioria das vezes não há saneamento a população é obrigada a consumir agua sem tratamento e viver em condições precárias.
    De toda a agua disponível no plante, cerca de 0,2% é potável, ela esta presente em rios, lagos, aquíferos e grande parte nas geleiras, locais de difícil acesso para extração de agua. Por isso e importante reduzir o consumo, utilizar somente o necessário, para que no futuro ela não falte-nos.
    Mayara Oliveira, 3°ano Chico Mendes. Colégio CEC

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Com base nas informações e dados estatísticos apresentados, fica evidente que a atividade humana culminará em uma escassez hídrica de grandes proporções caso não mude a política em relação ao consumo de água. Atualmente a falta de água potável atinge uma pequena porcentagem da população mundial, porém, as estimativas são preocupantes, pois indicam que este número poderá aumentar drasticamente nas próximas décadas. Como podemos observar, vários fatores estão causando uma crise global de água, o que futuramente poderá causar um grande aumento no número de conflitos relacionados ao acesso de água potável. É importante destacar que essa escassez está diretamente relacionada à ação humana, que utiliza grande parte do fluxos fluviais para fins domésticos e industriais, mas o problema não é o consumo de água para estes fins, mas sim o mau gerenciamento dos recursos hídricos como o desperdício, a poluição e a falta de saneamento básico, o que além de prejudicar o ser humano, interfere também na vida dos ecossistemas de água doce. Outro ponto que vale ressaltar é que a quantidade total de água disponível em nosso planeta nunca será um fator problemático, pois atualmente existem equipamentos de dessalinização da água, ou seja, são capazes de transformar água salgada em água potável adequada para o consumo, porém, este recurso requer grandes investimentos, o que iria acarretar ainda mais a escassez econômica dos países subdesenvolvidos caso falte água potável disponível em nosso planeta. Por isso, é necessário que haja conscientização da população sobre a necessidade de preservar a água potável acessível, pois a falta dela causará grandes crises e conflitos em diversas regiões do mundo.

    Jamir Vidotti, 2º ano "A". Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  5. A maior causa do início da ausência e deficiência pela procura de água é atividade humana desordenada. O crescimento urbano, o uso inadequado, e o mau tratamento são umas das principais causas da sua escassez hoje em dia. Pelo fato da água ser um recurso renovável isso pressupõe um uso descabido no tempo de um banho, na lavagem do carro e ao limpar a louça variando geralmente pelas classes sócias. Percebemos então, que o mundo encontra-se em um ciclo vicioso devido à falta de aprendizado e planejamento desde o começo. No momento em que sabemos que o planeta é composto por 71% de água levamos um certo susto de que um dia algo possa acabar. Mas a realidade é que apenas 2,5% são de água doce, sendo dificultada pela sua coleta pois estão presentes nas calotas polares e nos aquíferos. Uma alternativa para não acabar com a pouca quantidade de água doce, seria a dessalinização que é uma técnica utilizada normalmente em países que tem escassez e/ou dificuldade na coleta.
    Tais Yuki Isis Valença, 3º ano Chico Mendes, Colégio CEC

    ResponderExcluir
  6. A água é um problema que nos preocupa, pois sabemos que existe uma pequena quantidade de água potável, disponível e de fácil acesso, por que a grande maioria se encontra congelado nas geleiras. A água é o nosso bem mais precioso por isso devemos reduzir o consume exagerado, e usar apenas o necessário. Devemos ter esse cuidado com a geração que ainda esta por vir, pois a água é um direito de todos, então como e algo que nos pertence devemos cuidar e zelar para que não venha falta.
    Um dos principais motivos da preocupação com a falta da água e o modo que ela vem sendo usada e tratada, muitas vezes usada desnecessariamente e mal tratada, com alto nível de cloro ou em alguns casos não são tratadas, e assim fornecida a uma comunidade mais pobre. A pouco investimento na questão água, causando assim grande preocupação se algum dia chegar a falta.
    Isabella Travaim Castro 3° Ano Chico Mendes- Colégio CEC

    ResponderExcluir
  7. O crescimento desordenado das cidades, aliado à ocupação de áreas de mananciais e ao crescimento populacional, provoca o esgotamento das reservas naturais de água e obriga as populações a buscar fontes de captação cada vez mais distantes. A escassez é resultado do consumo cada vez maior, do mau uso dos recursos naturais, do desmatamento, da poluição, do desperdício, da falta de políticas públicas que estimulem o uso sustentável, a participação da sociedade e a educação ambiental.
    Esse crescimento gera dois graves problemas: poluição e consumo. A poluição é determinada pelo lançamento e acúmulo, nas águas, de esgotos domésticos e despejos industriais. Uma vez poluída, a água não pode ser consumida, afetando a saúde humana, bem como as outras formas de vida. É evidente que a poluição hídrica é intensificada com o aumento da pobreza. Sabemos que em regiões pobres, normalmente situadas na periferia das grandes cidades, os esgotos sanitários e o lixo doméstico, sem qualquer tratamento, são diretamente lançados em águas. Estudos feitos pela UNESCO mostram que, desde o começo do século, o consumo d’água aumenta numa proporção de duas vezes o crescimento populacional.
    A previsão é de que, nos próximos 50 anos, o consumo de água deverá superar a quantidade disponível para o uso.
    Gustavo P. Liberati 3º Ano CM - Colegio CEC

    ResponderExcluir
  8. O risco de ficarmos com falta de água por causa do crescimento demográfico, mudanças climáticas contaminação de fontes e pelo desperdício são grandes pois as mudanças que a Terra está passando desequilibram a relação entre a oferta e a demanda de água doce em condições para o uso do ser humano. De toda água existente no planeta apenas 2,5% é água doce. Além disso, a maior parte da água doce não está ao alcance do homem, está congelada nas geleiras e calotas polares ou escondida em depósitos subterrâneos. Segundo a ONU, uma a cada nove pessoas no mundo não tem acesso a agua potável em quantidade necessária para garantir sua saúde, os fatores que contribuem para a falta de água no planeta é o crescimento populacional e o aquecimento global o irrigamento de lavouras também é um fator que contribui para isto. Especialistas estimam que no futuro as guerras podem ser feitas por causa da água.

    Aluno: Gustavo Marcato Nº:13 - 3ºAno CM - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  9. A escassez hídrica, algo que parecia completamente fora da realidade a alguns anos, vem tornando-se um problema real que já atinge várias partes do mundo como parte da África e parte da Ásia. Possíveis motivos para a falta de água seriam a pequena quantidade de água potável e acessível, a crescente demanda por habitante e o aumento populacional que ocorre de maneira acelerada, é possível perceber uma questão sócio-econômica onde pessoas menos favorecidas tendem a sentir a crise de maneira mais agressiva assim como no nordeste brasileiro.
    A situação atual pode ser justificada com o mau gerenciamento, isso ocorre em países como o Brasil onde a quantidade de água é extremamente abundante, porém parte da população não tem acesso a água potável.
    A falta de água toma rumos alarmantes com conflitos armados que estão acontecendo e podem acontecer devido a grande importância que ela tem sobre nossas vidas, pois varias doença podem surgir com a falta de água ou com o consumo de água sem condições adequadas como dengue, esquistossomose e diarreia.
    A crise deve ser combatida agora para que no futuro não venhamos a sofre um racionamento ou até mesmo uma total carência de água.
    Lucca Ferreira Morelli, 3 Ano Chico Mendes, Colégio CEC

    ResponderExcluir
  10. Percebe-se claramente que o problema não é a falta de água, mas sim, a falta de tratamento. Como sabemos, nosso planeta contém uma quantidade enorme de água, porém, uma "grande" parte não pode ser consumida, pois ela foi já foi usada e não foi "reciclada". Esse é o grande problema, a falta do tratamento da água e a má distribuição da mesma, em certos lugares. É claro que existem casos, como as grandes secas do nordeste, que realmente fica difícil o abastecimento com uma boa água. Porém há casos como o que já ocorreu em Manaus(AM), que mesmo sendo uma cidade que fica ao lado do maior rio do Brasil, teve um problema com a água, devido a uma falha do governo, ou seja, não são somente causas naturai que causam o problema da sede. Outro assunto importante a abordar é os córregos, que mesmo não sendo uma água que será consumida, pode gerar doenças se não tratados corretamente, e causar mais problemas além do péssimo tratamento.

    ResponderExcluir
  11. Com base no artigo podemos concluir que a demanda crescente de água no mundo todo, está claramente superior a oferta de água potável natural, visto que a obtenção do mesmo, a partir de um tratamento da água salgada é muito caro e não compensa faze-lo. E este problema, tendo como referência as consequências mundiais, segundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), menos da metade da população mundial tem acesso à água potável. A irrigação corresponde a 73% do consumo de água, 21% vai para a indústria e apenas 6% destina-se ao consumo doméstico. Visto todas essas informações, o pior é saber que não há nenhum meio de produção dessa água limpa, a qual está em um processo acelerado de consumo pela população e já apresenta grande grau de escassez em vários países, sabendo ainda que mais de 70% do corpo humano é composto por ela, sem mencionar as mais variadas funções nos sistemas biológicos, de acordo com o professor Nanni do colégio CEC.
    Maurício Cossich nº:34

    ResponderExcluir
  12. Apesar da água ser um recurso renovável, ela esta em falta em vários lugares, e no futuro podemos enfrentar uma crise muito grande por culpa de sua escassez. A água sempre existiu e continua existindo em grande quantidade no nosso planeta, porém a parcela a qual temos fácil acesso é pequena, e não esta sendo suficiente para abastecer a população mundial que cresce cada vez mais. A falta de água pode gerar graves problemas, desde doenças causadas pela ingestão de aguá suja até mesmo conflitos entres países. Precisamos nos conscientizar sobre o uso da água e sua importância, para que no futuro não sofremos com sua falta.
    Vitória Peres n°48, 3 Ano CM, Colégio CEC

    ResponderExcluir
  13. A escassez de água vem devido a combinação de vários fatores como o crescimento desordenado, expansão do consumo devido a melhoria dos padrões de vida, mau tratamento, consumo crescente e o desperdício isso faz com que haja desequilíbrio na relação entra a oferta e a demanda de água em boas condições para o uso. Uma das alternativas para tentar não acabar com a pouca quantidade de água doce, seria o uso da técnica de dessalinização utilizado normalmente em países que tem escassez ou dificuldade na coleta.
    Henrique Rezende Bulla n°15, 3 Ano CM, Colégio CEC

    ResponderExcluir
  14. Diante das informações apresentadas podemos perceber que a escassez da água é uma questão cada vez mais preocupante em todo mundo, e suas consequências são alarmantes. A ausência de água potável prejudica a produção de alimentos, provoca um alto índice de mortes por sede e por doenças, além de ser um dos principais deflagradores de guerras no século XXI, como afirmam especialistas.
    Entre as causas relevantes podemos citar a poluição e a falta de consciência global, o que ocasiona o desperdício.
    Portanto podemos concluir que se quisermos proporcionar um planeta que ofereça condições de sobrevivências às próximas gerações, é necessário que busquemos a conservação dos bens naturais, baseada na perspectiva sustentável e até nas pequenas ações individuais.
    Sarah F. Russinholi 3° ano Chico Mendes – Colégio CEC

    ResponderExcluir
  15. A vida,não existe sem água. Todos os organismos contêm água,sendo um dos principais elementos vitais. Porém,com o desperdício diário,estamos perdendo a chance de continuar tendo água abundantemente em vários locais,e já podemos ver isso em várias regiões,inclusive no Brasil,podemos citar o caso do nordeste. Sim,a vegetação já está acostumada,mas podemos ver mortes de animais e pessoas,por falta da água. Existe uma enorme quantidade de água no mundo,mas a potável,necessária para a nossa subsistência cada vez vai diminuindo,sendo poluída,entre outros fatores. Quanto mais indústrias,maior será o consumo dessa preciosidade,e menores quantidades de rios potáveis serão. A escassez tem relação direta a ação humana, que utiliza grande parte dela para fins domésticos e industriais.Precisamos aprender a gerenciar o uso dela,e fazer o possível para que no futuro nossos filhos,netos,bisnetos,não sofram com a problemática da falta dela. Sim,podemos através da tecnologia que possuímos hoje,transformar a água dos oceanos em água doce e potável adequada para o consumo, alguns países do oriente médio já conseguem usufruir dessa tecnologia. Porém a maioria dos países subdesenvolvidos não conseguiriam pelo altíssimo custo. O melhor a fazer é a conscientização da população por mais difícil que seja,e a troca de elementos que usamos onde causa a poluição e gastos elevadíssimos de água,por outros elementos "limpos". A nova geração agradecerá.
    Bruna Formicoli nº04, 3 Ano CM Colégio CEC.

    ResponderExcluir
  16. Podemos claramente afirmar que a escassez de água é um problema global que em pouco tempo se tornará muito mais grave do que imaginamos. A partir dos dados apresentados parte-se do pressuposto que o mau gerenciamento da água pode acabar com um recurso renovável. Fica até difícil acreditar, por que sendo um recurso renovável, imagina-se que seu ciclo não terá fim, mais a ação humana tem sido tão inconsequente e prejudicial ao meio ambiente como um todo, que pode acarretar uma grave crise hídrica. Se não houver conscientização e novas idéias para o reaproveitamento da água, futuramente enfrentaremos problemas graves em relação a esse recurso que hoje é tão abundante em nosso planeta, e essencial para nossas vidas.
    Larissa Lucas, nº24, 3º ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  17. A escassez de água no mundo é agravada em virtude da desigualdade social e da falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais. De acordo com os números apresentados pela ONU - Organização das Nações Unidas - fica claro que controlar o uso da água significa deter poder.As diferenças registradas entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento chocam e evidenciam que a crise mundial dos recursos hídricos está diretamente ligada às desigualdades sociais.Em regiões onde a situação de falta d'água já atinge índices críticos de disponibilidade, como nos países do Continente Africano, onde a média de consumo de água por pessoa é de dezenove metros cúbicos/dia, ou de dez a quinze litros/pessoa. Já em Nova York, há um consumo exagerado de água doce tratada e potável, onde um cidadão chega a gastar dois mil litros/dia.Segundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), menos da metade da população mundial tem acesso à água potável. A irrigação corresponde a 73% do consumo de água, 21% vai para a indústria e apenas 6% destina-se ao consumo doméstico.
    Um bilhão e 200 milhões de pessoas (35% da população mundial) não têm acesso a água tratada. Um bilhão e 800 milhões de pessoas (43% da população mundial) não contam com serviços adequados de saneamento básico. Diante desses dados, temos a triste constatação de que dez milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência de doenças intestinais transmitidas pela água.Vivemos num mundo em que a água se torna um desafio cada vez maior.
    Gabriel R Bulla, 3 Ano Chico Mendes,Colégio CEC

    ResponderExcluir
  18. A partir dos fatos vistos na reportagem podemos com clareza afirmar que a demanda de água necessária para abastecer o mundo é cada vez maior e que a falta de água em pouco tempo pode virar um grave problema na sociedade mundial, já que a água é um bem necessário para a todo o tipo de vida no planeta.Duas das causas da escassez da água é a péssima conscientização das pessoas sobre o problema e o aquecimento global que só aumenta, e hoje em dia a falta de saneamento básico nos países subdesenvolvidos mata cada vez mais pessoas gerando um grave problema de saúde.
    Pedro Escame

    ResponderExcluir
  19. Com base nas informações a escassez de água vem divido a vários fatores como o crescimento desordenado,o uso inadequado, e o mau tratamento.Apesar de ser um recurso renovável a água é um problema que já atinge várias partes do mundo como parte da África e parte da Ásia.Entre as causas da falta água podemos citar o desperdício,que muitas vezes acontece por falta de consciência.A falta de água toma rumos alarmantes com conflitos armados que estão acontecendo e podem acontecer devido a grande importância que ela tem sobre nossas vidas.Providencias tem que ser tomadas para que gerações futuras não sofram uma total carência de água.Portanto conclui-se que se quisermos dar condições as gerações futuras temos que no conscientizar e buscar a conservação da água.
    Rodrigo Augusto 3° ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  20. O desenvolvimento desordenado das cidades, aliado à ocupação de áreas de mananciais e ao crescimento populacional, provoca o esgotamento das reservas naturais de água e obriga as populações a buscar fontes de captação cada vez mais distantes. A escassez é resultado do consumo cada vez maior, do mau uso dos recursos naturais, do desmatamento, da poluição, do desperdício, da falta de políticas públicas que estimulem o uso sustentável, a participação da sociedade e a educação ambiental.

    Desperdício - Resultado da má utilização da água e da falta de educação sanitária. O desconhecimento, a falta de orientação e informação aos cidadãos são os principais fatores que levam ao desperdício, que ocorre, na maioria das vezes, nos usos domésticos, ou seja, na nossa própria casa. Existem também as perdas decorrentes da deficiência técnica e administrativa dos serviços de abastecimento de água, provocadas, por exemplo, por vazamentos e rompimentos de redes. Essas perdas também se devam à falta de investimentos em programas de reutilização da água para fins industriais e comerciais, pois a água tratada, depois de utilizada, é devolvida aos rios sem tratamento, em forma de efluentes, esgotos e, portanto, poluída.
    Estima-se que o desperdício de água no Brasil chegue a 70%.
    A escassez de água no mundo é agravada em virtude da desigualdade social e da falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais. De acordo com os números apresentados pela ONU - Organização das Nações Unidas - fica claro que controlar o uso da água significa deter poder.

    As diferenças registradas entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento chocam e evidenciam que a crise mundial dos recursos hídricos está diretamente ligada às desigualdades sociais. Em regiões onde a situação de falta d´água já atinge índices críticos de disponibilidade, como nos países do Continente Africano, a média de consumo de água por pessoa é de dezenove metros cúbicos/dia, ou de dez a quinze litros/pessoa. Já em Nova York, há um consumo exagerado de água doce tratada e potável, onde um cidadão chega a gastar dois mil litros/dia.

    Segundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), menos da metade da população mundial tem acesso à água potável. A irrigação corresponde a 73% do consumo de água, 21% vai para a indústria e apenas 6% destina-se ao consumo doméstico. Um bilhão e 200 milhões de pessoas (35% da população mundial) não têm acesso a água tratada. Um bilhão e 800 milhões de pessoas (43% da população mundial) não contam com serviços adequados de saneamento básico. Diante desses dados, temos a triste constatação de que dez milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência de doenças intestinais transmitidas pela água
    Vitor Pereira alves 3° ano Chico Mendes-Colegio CEC

    ResponderExcluir
  21. Como base nas informações apresentadas na reportagem vemos que a água é recurso renovável. A escassez de água só vem aumentado devido ao crescimento desordenado, expansão do consumo, mau tratamento, consumo crescente e o desperdício e isso é cada vez mais preocupante em todo o mundo, porque todos nos precisamos de água para sobreviver. A falta de água vai tomando rumos alarmantes com conflitos armados que estão acontecendo e podem acontecer devido a sua importância. Ao saber que o planeta é composto por 71% de água levamos um susto e pensamos que essa água nunca vai acabar mais na verdade só 2,5% são de água doce, sendo difícil coletar, pois estão presentes em calotas e arquiferos.
    Fernando Henrique Martins Filho 3ºAno - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  22. O fornecimento de água para a humanidade articula-se primeiramente ás prioridades postas pelos homens em sua vida , a forma como nós utilizamos a água , no fim das contas, refletem todos os nossos valores mais profundos.
    A água é uma questao politica , ética , uma questão de sobrevivencia em que todos necessitam ficar preocupados e precisam exercer sobre ela uma imensa atenção pois futuramente ela será um assunto de grandes conflitos em torno da sociedade.
    Por esses e outros aspectos que necessitamos hoje da criação de uma politica global para a água , para definir uma partilha equilibrada dos recursos o que diminuiria os conflitos entre diferentes povos , incluindo nessa politica uma solidariedade com os países mais desprovidos mais sempre pensando nas gerações futuras e nos seres vivos que dividem conosco toda a água do planeta.
    João Victor Sandaniel 3 ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  23. A escassez de água é um problema ambiental cujos impactos tendem a ser cada vez mais graves caso o manejo dos recursos hídricos não seja revisto pelos países. Atualmente, mais de um bilhão de pessoas já não têm acesso a água limpa suficiente para suprir suas necessidades básicas diárias. A pecuária, que por vezes contamina rios e lençóis freáticos, contribui de maneira decisiva para a escassez de água, uma vez que, de acordo com relatório publicado em 2003 pela FAO, para se produzir 1 kg de carne são consumidos cerca de 15.000 litros de água, enquanto são necessários apenas 1.300 litros para se produzir a mesma quantidade de grãos.
    Leonardo Canuto Martins 3º ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  24. A água é muito abundante em nosso planeta, sendo pois um recurso renovável em que sua quantidade não muda, com isso poderíamos pensar que nunca haveria a falta da mesma para ninguém. Porém a realidades não é essa, com base nos textos, devido a ação humana a água esta se tornando cada vez mais imprópria para o nosso consumo, e se não houver mudanças a situação tende a piorar. Podemos citar como causas dessa escassez o aumento populacional cada vez maior, poluição de rios pela população, o uso de agrotóxicos em regiões que acaba por poluir os rios, além dos desperdícios.
    Se continuar assim, cada vez mais as condições ficarão extremamente desagradáveis principalmente para a parte da população em que vive em uma condição social baixa, devido a falta de saneamento para tratamento da água ou até mesmo por falta dela. Partindo do fato de que a água é essencial à nossa saúde, a falta ocasionará cada vez mais o aumento do número de doenças e a diminuição da expectativa de vida.Além de tudo a falta de água pode gerar conflitos entre países. E o que podemos fazer para evitar um futuro de caos? Apesar de haver técnicas para usar águas do oceano, o que seria ótimos pois a quantidade é imensa, sabemos que o custo é elevado, o mínimo que podemos fazer, ou então que na verdade “devemos” fazer é nos conscientizar, não poluindo, não desperdiçando, e além do mais alertar as pessoas próximas a nós sobre a atual situação, para que cada um fazendo sua parte possamos ter um futuro menos desagradável.
    Hevely L. Gimenes nº16 - 3º ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  25. De acordo com as informações retratadas no texto, é possível concluir que, num futuro bem próximo, a falta de água será um grande problema enfrentado pela população mundial, que cresce cada vez mais e tende a chegar a marca de 9,3 bilhões em 2050. Com a demanda de água potável cada vez maior, um dos bens mais preciosos do planeta vai se esgotando com o tempo. Na minha opinião, isso deve-se, além do elevado crescimento populacional, a indivíduos mal-informados sobre o problema e a falta de investimento em saneamento básico. Enquanto faltarem esses investimentos e as pessoas não tiverem consciência, a tendência é que a escassez de água seja um problema sério no futuro.
    Aluno: Matheus Goulart Fancelli, Colégio CEC, n*33, 3*CM

    ResponderExcluir
  26. A água é, como exposto nos textos apresentados, a base para a sustentação do dia-a-dia, do cotidiano. Sem ela o ciclo de higiene, alimentação, energia e conforto não se completa. O grande problema para a sua escassez é a falta de conscientização da população em relação ao bom uso e as formas de garantir a qualidade da mesma, pois se cuidarem dela como algo precioso as doenças relacionadas direta e indiretamente serão diminuídas e consequentemente problemas que afetam a qualidade de vida irão melhorar e as pessoas poderão, com mais disposição, ajudar no crescimento do seu país. Os conflitos existenciais frequentes irão, com a melhora da saúde e economia dos seus cidadãos, pensar mais pacificamente pois haverá mais aguá potável e recursos para a satisfação de todos.
    Aluna: Rafaela Amaral , n° 41 , Colégio CEC - 3° ano CM

    ResponderExcluir
  27. O texto retrata o impacto do desenvolvimento do homem sobre a água, que causa direta e indiretamente sérios problemas de escassez e má qualidade da mesma. A sua falta leva a sérios problemas de saúde como doenças transmitidas por água contaminada e a falta de higiene por sua falta. Além da maior parte da água do mundo não ser potável ou estar em difíceis acessos como nas geleiras, o ser humano ao longo de sua história tem agravado seu racionamento através de obras mal-planejadas, que desviam o curso natural dos rios, fazendo o uso de poluentes tóxicos próximos a reservatórios de água e o próprio desperdício da população que quanto maior a sua abundância, maior é o seu desperdício. Acerca disso devemos ter consciência de que a população mundial está aumentando e a qualidade e quantidade de água está diminuindo e que mudanças drásticas em nosso comportamento e investimento de recursos específicos para tais problemas devem ser repensados, para o alcance do bem comum de necessidade de todos os seres vivos, a água pura e bem utilizada.
    Aluno: Rafael de Assis Gracioli, Colégio CEC - Nº39 - 3º ano CM

    ResponderExcluir
  28. A água já vem sendo motivo de discussão para grande parte dos países, visto que este recurso deveria ser renovável, porem o ciclo da água não esta dando conta da demanda da atual população mundial, de acordo com dados da ONU, esta população sofrerá um aumento de 1,3 bilhão ate o ano de 2030, deixando mais de 1,8 bilhão de pessoas vivendo em áreas consideradas muito secas, e dois terços da humanidade estarão sujeito a alguma restrição ao acesso de água.
    Um dos motivos para o ciclo da água não estar sendo eficiente é o mau uso da água pela população é a falta de consciência para cuidar deste bem, que muitos julgam ser infinito,entretanto, a real quantidade de água potável representa 0,4% de toda a água mundial.
    Leonardo Pizzico N 27, 3 ano Chico Mendes, Colegio CEC

    ResponderExcluir
  29. Podemos constatar que sem água não haveria vida em nosso planeta, ela é de muita importância para a vida de todos os seres vivos que habitam a Terra. Embora este recurso seja encontrado em abundância por aqui, somente 4% da água é doce, ou seja, própria para o consumo. Levando em conta que a população mundial atual é de sete bilhões de habitantes e continua crescendo, é de fundamental importância que o ser humano busque formas de usar a água de forma racional e inteligente. E sabemos que a falta dela nos gerará vários problemas, pois esta, é um recurso natural essencial, seja como componente bioquímico fundamental de seres vivos, como meio de vida de várias espécies vegetais e animais, como elemento representativo de valores sociais e culturais e até como fator de produção de vários bens de consumo final e intermediário. Sendo assim, economizar água para que não falte no futuro é o grande desafio ambiental neste início de milênio.
    Ana Carolina P. Tanaka Nº 2 - Colégio CEC, 3º ano CM

    ResponderExcluir
  30. A partir dos dados acima apresentados foi demonstrado que a água esta entrando em escassez em nosso planeta.
    A água esta sendo má utilizadas e com isso problemas graves vem ocorrendo por causa disso como secas, doenças, entre outros,e as maiores vítimas das doenças são as crianças de países pobres e em desenvolvimento: do total de pessoas que morrem anualmente de diarreia, 90% têm abaixo de 5 anos. Mesmo quando não causa a morte diretamente, a água contaminada provoca enfermidades que debilitam o indivíduo, tanto física quanto mentalmente.E poluição dos rios esta agravando essas doenças, alem de de provocar com que esses rios também não poção ser utilizados.E tudo isso foi causado pela própria humanidade que não cuida dos rios e dos lagos existentes para o consumo humano.
    Gabriel Nunhez Veloso 3º ANO Chico Mendes nº:09

    ResponderExcluir
  31. Os dados apresentados no artigo acima nos mostra, que o planeta já enfrenta uma crise de abastecimento de água. É importante ressaltar que essa crise está diretamente ligada a ação humana, nessas ações podemos mencionar, o crescimento desordenado das ocupações urbanas que resulta no mau gerenciamento dos recursos hídricos (desperdício, a poluição e a falta de saneamento básico) . O Nordeste é a região que apresenta maior escassez hídrica no Brasil, porem a regiões no mundo que passam por situações muito piores. Na atualidade ainda não vemos muitas nações passando por esses problemas,mas existem e apresentam um estado lamentável que com o passar dos anos vai se tornar cada vez mais visível e presente até mesmo no nosso cotidiano.
    Yasmin Mansano, nº49 , 3º ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  32. A escassez da água tem como um dos seus motivos principais o crescimento demográfico, mudanças climáticas, o desperdício, e a má distribuição revelando assim que, ao contrario do que muitos pensam a escassez não é pelo fato do liquido estar diminuindo em questão de quantidade, já que ela mesma se renova. E além da falta deste líquido prejudicar a saúde terrestre, afeta também o desenvolvimento socioeconômico do país considerado.
    Hoje, como temos um aumento significativo na população, temos também o aumento do uso da água, não apenas para a hidratação humana, mas para outros bens de consumo, energia e higiene. Porém, o excesso da água também é prejudicial à saúde, já que pode causar enchentes transmitindo doenças para a população, resultando assim a incapacidade de aprendizado das crianças e adultos incapacitados de trabalhar afetando o desenvolvimento do país.
    Bruna Aylon - 3º Ano Chico Mendes. Número: 03.

    ResponderExcluir
  33. O problema de falta de água no mundo está principalmente no crescimento desordenado e na falta de racionalização da água, pois quando não vermos que a água no mundo não é infinita iremos finalmente ver que deveríamos ter mudado o comportamento enquanto podíamos.
    O crescimento da população mundial faz com que precisamos de muito mais água do que podemos ter, porque daqui a alguns anos não teremos água suficiente para toda a população se ela continuar crescendo como esta, atualmente nasce mais gente do que morre, consequentemente esse crescimento repentino vai necessitar de muita mais racionalização da água do que podemos fazer e não pode mais gastar a toa algo que vai ser tão precioso futuramente.
    Alonir Nabhan Jr. - 3º ano Chico Mendes. nº:1 - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  34. A água bem fundamental para a vida, influencia nossa história, cultura, formas de viver e cotidiano. Ela está dentro de nós, como 70% do nosso corpo, e em toda parte.É um reflexo do que somos. Sem ela não existe vida e o nosso Planeta Azul pode até mudar de cor.
    O Brasil é o país mais rico do mundo em recursos hídricos. Conta com 13,7% da água doce disponível do planeta.Apesar da privilegiada situação quanto à quantidade e à qualidade de suas águas, nossos recursos hídricos não vem sendo utilizados de forma correta e responsável. Super exploração, despreocupação com as mananciais, má distribuição, poluição, desmatamento e desperdício são fatores que demonstram a falta de cuidado com este valioso bem. O mau uso põe em risco a vida de todos os seres vivos e afeta diretamente as diversas atividades humanas.
    Jéssica Costa Martins,nº 22 - 3º Ano Chico Mendes-Colégio CEC

    ResponderExcluir
  35. O crescimento desordenado das cidades, aliado à ocupação de áreas de mananciais e ao crescimento populacional, provoca o esgotamento das reservas naturais de água e obriga as populações a buscar fontes de captação cada vez mais distantes.A ausência de água potável prejudica a produção de alimentos, provoca um alto índice de mortes por sede e por doenças, além de ser um dos principais deflagradores de guerras no século XXI, como afirmam especialistas.Portanto conclui-se que se quisermos dar condições as gerações futuras temos que no conscientizar e buscar a conservação da água.
    Felipe Preto , nº 7 - 3º Ano Chico Mendes-Colégio CEC

    ResponderExcluir
  36. O problema de escassez de água doce já é uma realidade em vários locais do planeta. Uma das questões mais preocupantes para o mundo, na atualidade, é a quantidade de água disponível tanto para a vida humana, quanto para a economia. Tal preocupação, aparentemente contraditória, é real quando comparamos as quantidades de água existente e disponível. A água doce é essencial para a humanidade, mas a maioria das pessoas não se dá conta de que o aumento da população mundial e, portanto das atividades agrícolas e industriais, está reduzindo a qualidade desse recurso e tornando mais escasso em algumas regiões.
    Todo o mundo durante muito tempo e alguns ainda consideram a água como algo que teremos para sempre, mas não é bem assim que acontece, toda essa água além de estar mal dividida, ela é ainda usado de maneira inadequada, o que faz com que cada vez essa porcentagem de água disponível atualmente vá decaindo, trazendo vários problemas. Em vários lugares, como no nordeste, a água é de péssima qualidade e ruim, é uma água que não tem nenhuma condição de ser consumida pela população.
    Carolaine Oliveira nº05, 3º Ano Chico Mendez - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  37. Todos os seres precisam de aguá. Aguá potável é um direito de todos, mas infelizmente nem todos tem acesso a ela e ao saneamento básico, como a Africa, por exemplo, onde muitos tem acesso apenas a aguá sem tratamento ou tem de percorrer grandes distancias para consegui-la, isso pode levar as pessoas a contraírem doenças que podem leva-las a morte, como é o caso da diarreia, que mata milhares de pessoas por ano.
    Todos devemos nos preocupar com a falta de aguá potável, mesmo que leve vários e vários anos,pois se continuarmos a poluir aguá com agrotóxicos, resíduos industriais e entre outros, esse processo pode se acelerar.
    Amanda Denipoti Mesquita - nº 02, 2º serie do ensino médio, Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  38. Para a realidade humana a algumas décadas atrás, era de que não haveria possibilidade da falta de água no planeta, pelo fato de que 71% do planeta é constituído de água, mas nunca pararam para pensar que a quantidade de água doce é a minoria, e que com o aumento excessivo de suas atividades improprias causariam danos. Mas hoje segundo dados estatísticos, as evidentes atividades desordenadas da humanidade tem sido umas das maiores causas para o aumento da escassez hídrica, sendo considerado também o aumento da população, que causa grandes desordens, e o mau tratamento, que muitas das vezes não supre toda a população, causando inúmeras consequências. Mesmo sabendo que atualmente a falta de água potável atinge apenas uma parcela da população mundial, a indicação de que isso poderá mudar esta aumentando a cada ano. Para que a porcentagem do número de água doce aumente seria necessário optar pela única alternativa que é a dessalinização, técnica usada por países que não possui facilidade na coleta de água ou mesmo pelo grande número de escassez dela na população. Para que isso não aconteça e para que a porcentagem de escassez no mundo diminua é necessário que a população se conscientize e faça a sua parte, pois os fenômenos naturais como o aquecimento global que faz com que as geleiras derretam é causado pelos seres humanos, outro ponto é a contaminação dos lençóis freáticos que são também causados pelos seres humanos, é também importante ressaltar a contaminação causada pelos vazamentos de petróleo não só em oceanos e mares como já ocorreu em rios também, e tem sido um grande problema para a população.
    Isabela Paula -3ºAno Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  39. O texto ''Água: Uma Questão Para O Mundo Todo'' refere-se a maneira com que tratamos a água no nosso dia a dia.
    Relata a grande escassez que o mundo vem vivenciando, com o mau uso do nosso bem mais precioso, em minha opinião, a água. Esse é um problema mundial, e que não irá ser resolvido de forma simples, pois a população mundial é composta por indivíduos ignorantes em relação à essa questão.
    Por enquanto, na região em que estamos hoje, a falta d'água não nos afeta, mas acredito veementemente que não demora a acontecer, pois, baseando-se no que vivemos atualmente a situação só tende a piorar. As crianças estão crescendo com conceitos básicos errados, desde pequenos sem consequência de onde isto pode chegar, alguns exemplos é achar que para tomar um bom banho precisa deixar o chuveiro ligado por meia hora, ou escovar os dentes e deixar a torneira ligada enquanto o faz, e essa triste situação está a cada dia pior.
    Se nós não mudarmos a nossa atitude, ninguém mudará por nós. Alguém tem que tomar uma atitude drástica, dar um bom exemplo e persistir nisso. Essa é uma saída para o problema, e a outra seria chegar no fim, pois sem água não haverá vida na Terra por muito tempo.
    Maria Eduarda, 3°ano CM - Colégio CEC.

    ResponderExcluir
  40. Não existe uma solução, mas sim a conscientização das pessoas que sem agua não sobreviveriam, mas com o mau gerenciamento o desperdício, o aquecimento global, e a poluição das aguas com agrotóxicos e etc. Ocorrerá o desaparecimento da agua que tanto necessitamos para nossa higiene e para nossa saúde. Com a falta de agua ou a agua mal tratada ocorre também maior incidência de doenças como a diarreia, e segundo a ONU mais de 700milhoes de pessoas no mundo não tem acesso a agua potável. Tomando a iniciativa a ONU propôs que o ano de 2013 seria o Ano internacional de cooperação pela agua. Porque segundo apontamentos feitos aproximadamente em 2025 mais de 2bilhoes de pessoas estarão sofrendo com a escassez da agua. Mas vários lugares inclusive aqui no Brasil sofre com o excesso de agua nas enchentes. E como não tem muito o que fazer com a falta de agua vai da consciência das pessoas em não desperdiçar este recurso tão importante para nós.
    Claudinei Junior, 3ª CM - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  41. A escassez hídrica é um problema mundial e esta diretamente ligada à qualidade de vida, visto que a água é um fator extremamente necessário para a sobrevivência humana e amplamente utilizada em nosso cotidiano. A falta de água resultará em grandes problemas para as gerações futuras se não usarmos esse recurso de maneira consciente.
    Água e comida são coisas essenciais para a humanidade e para que se possa produzir alimentos é preciso utilizar água e insumos agrícolas, os quais acabam contaminando os lençóis freáticos e, consequentemente, prejudicando a qualidade da água. Tal fato pode ser comprovado pela contaminação constatada no Aquífero Guarani, que faz parte da Bacia Geológica Sedimentar do Paraná. Além disso, é importante ressaltar que a água contaminada pode ser fonte de transmissão de diversas doenças.
    Sendo assim, faz-se necessária a conscientização da população, a fim de prolongar a quantidade e qualidade dos recursos hídricos pelo maior tempo possível.
    Liliane Alves, nº 28 - 3º Ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  42. "O ouro da vida". Não nos causa estranheza apelidar a água desta maneira, uma vez que ela é essencial as nossas vidas. Abordada por muitos literários e historiadores-como no livro Vidas Secas- a água consiste em fator fundamental à vida e sua tamanha importância sempre foi motivo de preocupação em regiões onde este "ouro" era escasso( como no sertão nordestino e em grande parte da Africa), e também motivo de desenvolvimento, pois não é difícil perceber que os países que possuem saída para o mar prosperaram mais facilmente do que os que não tem, ideia defendida por muitos intelectuais.
    O grande problema, que é abordado nas coletâneas de texto acima, é o processo gradativo de esgotamento das águas próprias para consumo, nas regiões que antes continham abundância de água, mas que hoje, devido a diversos fatores, passam por dificuldades no que diz respeito à "reciclagem" da água. Alguns destes fatores podem ser destacados, como a precariedade com que países como o Brasil têm tratado estas águas. Um grande exemplo é o ciclo do ouro do séc. XVIII, onde garimpeiros desprovidos de educação contaminaram grandes leitos de rios com mercúrio, um metal pesado de acúmulo à nível de organismo. Não pense você que esta liberação de "substâncias tóxicas" se restringiu a períodos do passado, basta lembrar do acidente nuclear ocorrido pouco tempo atrás, onde toneladas de águas radioativas foram liberadas ao mar.
    O Brasil do governo lula já até tentou solucionar o problema da falta de água nos estados nordestinos, com a transposição do Rio Sao Francisco, mas falhou, e feio, devido a precariedade de eficiência de seu governo.
    As tentativas de se "atingir a água" são muitas... Uma possível solução seria direcionar os desenvolvimentos tecnológicos do séculos XXI para o tratamento das águas marinhas ou de outras fontes já poluídas, uma vez que o processo de purificação dessas águas é muito caro hoje em dia.
    A falta de água pode ser o motivo de uma terceira ou até quarta guerra mundial, por que não ? Se lutamos milênios por insignificantes pedaços de terras, por quê não lutar pelo que nos mantém vivos ? A água é o princípio básico da vida, e não devemos deixar que ela se torne a razão de nossas mortes. Economize, talvez você não se sinta afetado hoje pela falta deste ouro, mas seus netos irão.
    Rafael Morais Sossai N-40 - 3 Ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  43. Podemos nos certificar da importância da água para a existência humana na Terra. É por este motivo que devemos nos conscientizar cada vez mais de que se esta não for utilizada de maneira correta, as consequências são bem relevantes. Atualmente, o crescimento demográfico, que gera o aumento do consumo de água, é um dos principais motivos que nos alerta para a economia da mesma. Além disso, a contaminação de fontes e mudanças climáticas também sido acrescentados no percentual de motivos para a escassez da água. Dentre as regiões que ainda há grande parte da população sem saneamento básico, é possível destacar a África, Ásia e parte da América do Sul. Logo, estas regiões podem estar mais expostas às doenças transmitidas pela água. Pelo motivo de alguns rios abastecerem a duas nações, ou mais, a divisão do recurso hídrico tem se tornado motivo de briga e conflitos entre alguns países. É claro que, mesmo a água sendo uma fonte renovável, não podemos recompensar o desperdício e todo o prejuízo já gerado, mas para os anos futuros é necessária a conscientização da população sobre a economia da água e investimentos na mesma para tornar- se potável para, pelo menos, a maior parte da população do planeta.

    Gabriela Harumi Araki. Nº 11. 3.º ano Chico Mendes, Colégio CEC.

    ResponderExcluir
  44. O mau uso e gerenciamento da água pelo homem é algo extremamente grave, levando-se em conta que a água ,alem de ser essencial ao nosso organismo, também é essencial na produção industrial, pecuária e agrícola . A falta de água pode se tornar uma "bola de neve" pois alem da sede e extrema queda na qualidade de vida ,a baixa oferta e alta demanda aumentara o preço da água, que refletira no preço de produtos industriais e de alimentos tornando a situação das populações pobres ainda pior, alem disso, considera-se que a água pode ser a maior causa de guerras e conflitos militares neste século, o que já está acontecendo, segundo o texto acima, somente na ultima década já foram registrados cerca de 50 conflitos militares, revoltas populares ou ataques terroristas, um exemplo é o caso da disputa entre Israel e Síria pela Colinas de Golã, onde nasce o principal rio da região, o rio Jordão. É bom ressaltar também que a mal administração de agrotóxicos contamina não só rios como também lençóis freáticos, o que acarreta em uma série de problemas para a saúde dos cidadãos.
    Portanto, se não houver uma conscientização tanto da população mundial quanto das autoridades , a falta de água levará a desastres tanto ecológicos e biológicos, como também econômicos e políticos
    Nicolas Acosta Zucco N°37. 3° Ano Chico Mendes - Coégio CEC

    ResponderExcluir
  45. A água, é o recurso renovável mais abundante existente no mundo e bem muito importante para a nossa existência, porém, a escassez de recursos hídricos, que é causado pela desigualdade social, esta se afunilando cada vez mais devido ao mal uso, e ao mal tratamento, ficando cada vez mais evidente.
    Essa falta de condições faz com que as pessoas passem por problemas drásticos já apenas 0,4% da água pode ser consumida (tal porcentagem que deve ser dividida em diversas áreas), num planeta onde 70% é coberto por água.
    Sendo assim cabe a nós a conscientização de que apesar da água ser renovável ela não é duradoura para sempre, o que ficou comprovado em 2005 pela ONU (onde cerca de 2 milhões de pessoas sofrem pela falta de agua).
    Thainá Koteski - N°45. 3° Ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  46. Desde os primórdios, a raça humana procurou locais com água disponível para habitar. No princípio de modo nômade, para depois sedentário, onde as pessoas instalavam-se nas proximidades de rios e fontes de água que garantissem sua subsistência. Porém, com este sedentarismo e com a evolução das condições e da expectativa de vida, as populações começaram a crescer rapidamente e muitas vezes de maneira desordenada, causando assim superlotação em muitas áreas urbana e extrapolando o limite das mesma de abastecer a população.O crescimento desordenado da população levou-a a habitar zonas onde o acesso a água potável é difícil ou inexistente, fazendo com que elas estejam sempre passando necessidade desde recurso.
    Mesmo que nosso planeta tenha 3/4 de sua superfície coberta por água, possui uma pequena porcentagem de água doce e uma porcentagem ainda menos que está disponível para o consumo humano (a parte da água doce que não está nas geleiras ou muito fundo na terra). Mesmo sendo uma pequena parcela se comparada à toda a água do planeta, ela é mais do que suficiente para abastecer toda a população mundial. O problema surge na má distribuição desta água. Enquanto há países que sofrem com a escassez extrema de água, como muitos na África, outros a usam indiscriminadamente e a desperdiçam, por não reconhecerem o seu devido valor, e esta desigualdade de distribuição já está causando sérios danos tanto nas pessoas como no planeta, pois o consumo excessivo de água por parte de alguns poucos que a possuem em maior quantidade está sendo mais rápido do que a natureza consegue reciclá-la e mandá-la de volta ao ambiente limpa e pronta para o consumo.
    São por estes motivos que a população global deve se conscientizar sobre o uso da água de maneira correta e sem desperdícios, caso contrário em um futuro mais próximo do que ela imagina haverão racionamento e falta de água em diversas regiões, processo que já ocorre atualmente

    Lorenzo Vela Nunhez Nº. 3º Chico Mendes, Colégio CEC

    ResponderExcluir
  47. Cada vez mais é estampado em jornais e em todo o tipo de mídia a escassez da água, o assunto não é recente, porém, sua repercussão tem aumentado consideravelmente nos últimos dias.
    A água do planeta, desde quando o mesmo foi formado, não aumentou nem diminuiu, temos a mesma quantidade de água de 3 milhões de anos atrás, porém, a questão não é a quantidade de água mas sim a quantidade de água DISPONÍVEL para consumo (Água Potável), que com a poluição, o não tratamento da água utilizada pela população, e o contínuo desperdício, diminui mais a cada segundo a porcentagem de água que podemos consumir.
    Portanto, é preciso que cada um, e cada um digo: a população, os governos, fazerem sua parte, a população controlando o uso da água e os governos tomando iniciativas que contribuem para a preservação deste bem que deveria ser comum a todos, mas infelizmente não é o que vemos por aí.
    Victor Souza - Nº 46. 3º Ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  48. A água é de fundamental importância nos dias de hoje, sendo que o corpo humano é composto por 70% de água, a escassez dela presente na atualidade deve-se ao consumo excessivo, ao crescimento populacional e melhoria nas condições de vida, sendo uns dos principais fatores da escassez.
    Nos países mais precários como África e Ásia a falta de água tem sido um fator preocupante e de difícil acesso, onde não apresenta saneamento básico e água tratada, causando doenças e até mesmo mortes.
    Os dados mostram que apenas 2,5% está concentrada água doce, sendo encontrados apenas em geleiras e locais de difícil acesso. Por isso devemos ter conciência e diminuir o consumo, para que futuramente não falte.
    Isabella Marques - Nº 19. 3º ano Chico Mendes - Colégio CEC

    ResponderExcluir
  49. A água é um bem precioso que é necessário para que se mantenha a vida na Terra. A escassez da água se deve não pela falta dela, e sim pela má distribuição, alto crescimento populacional, o que gera ainda mais a necessidade de água potável, que está em falta por causa da poluição dos rios, lagos e mares. A falta do tratamento do esgoto ocasionando a poluição a qual causa doenças na população, como por exemplo, diarreia que pode ser ocasionada pela falta de tratamento da água. Além disso, existe pouca água doce disponível, pois a maioria está concentrada nas geleiras, o que impossibilita o seu uso. Para que não ocorra a falta de água deve-se conscientizar que não se deve gastar água como se ela fosse infinita, pois ela não é, um dia ela irá acabar e junto com ela a vida na Terra.
    Gabriela Sabatine Fujisawa - N°7 - 2ª Série B - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  50. O texto ''Água: Uma Questão Para O Mundo Todo'' trata da maneira com que trata-se a água atualmente. Baseado nos meus conhecimentos, e no texto acima, é fácil concluir que a água está cada vez mais escassa, o que é ruimpara todos, afinal se não houvesse água, não haveria vida. Mesmo sendo um tema polêmico, a impressão que dá, é que muitos não se preocupam, isso é evidente, pois se essa preocupação existisse, não estariamos nessa situação hoje. O grande problema é que a população cresce de maneira desenfreada e junto com esse crescimento não vem a conscientização. Estamos indo de mal a pior, pois a água não é usada somente para nosso consumo e sim para gerar energia, para as atividades agrícolas, entre outras. A má distribuição existente só piora ocm a situação, pois já existem pessoas morrendo pela falta desse recurso necessário. Portanto, se quizermos que ela exista daqui a anos, precisamos conscientizar a grande maioria e de todas formas possíveis reutiliar e poupar.

    Giuseppe Carlo, aluno da 2ª Série A - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  51. A escassez de água é um problema que não afeta apenas á uma pequena parte da população, mas sim toda a massa internacional de pessoas, pois logo faltará agua não só para alguns, mas sim para toda a população, no que poderia resultar-se numa grande guerra pela água. A água é um recurso abundante em nosso planeta, porém apenas uma pequena parte pode ser consumida pelos seres humanos. A escassez pode também ser explicada por diversos fatores, como por exemplo, o aumento populacional e ao desperdício. É necessário cuidar e encontrar novos caminhos que resolvam a falta de agua em nosso planeta, pois se a água chegar a faltar á grande parte da população, isso acarretará em diversos problemas para toda a humanidade e consequentemente para futuras gerações.

    Giovana Sabatine Fujisawa - Nº 10 - Ano - 2B -Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  52. Concordo com o texto ''Água: Uma Questão Para O Mundo Todo'', pois nele retrata como a água é o principal e mais essencial recurso de nossas vidas, mostra que se não soubermos gerencia-lá, contamina-lá, por fim se de algum modo deixarmos ela escassa estaremos colocando em risco a vida daqui alguns anos, pois mesmo nos dias de hoje onde o nível de água potável é considerado abrangente, devido á mal distribuição dela as pessoas tem de percorrer grandes distancias para adquiri-la, e essa falta poder criar grandes conflitos como vemos principalmente na Ásia e África, daqui alguns anos com o crescimento populacional que além de por si só já aumentar o consumo de água ainda acarretar outros fatores para maior consumo da mesma, na minha opinião se não tomarmos uma atitude agora poderá ser tarde de mais e a perda de vidas em regiões de mais carência será incontrolável.

    Aberto Bilha, aluno da 2ª Série A - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  53. A escassez da água,vem se tornando um problema gravíssimo no Mundo.Nota-se que a água não está em falta,mas,o que vem acarretando esse problema é a sua distribuição,pois,é fácil perceber que nem todos possuem esse recurso disponível para o uso,como no caso a Árica e Ásia.Os fatores que vem ocasionando a escassez é o grande crescimento populacional,o mau uso desse recurso,a poluição,que em alguns casos contribuem para as doenças,que podem até ocasionar a morte,como no caso da diarreia.Com a falta da água,poderá ocorrer até uma guerra.Por isso devemos sempre poupar a água,pois ela não existirá para sempre,e também nos conscientizar e tomar algumas atitudes para que possamos buscar novos caminhos para talvez uma possível solução em relação a escassez da água.
    Ana Lucia Fernandes Zanini,aluna da 2ª Série do Colégio Santa Cruz.

    ResponderExcluir
  54. Fica evidente no texto que o consumo indevido, a utilização desenfreada, o desperdício e o mau uso da água culminaram a água potável em nosso planeta, se não houve mudança na nossa forma de usar a água, gerações seguintes não terão água potável para utilizar. Podemos perceber que o consumo desenfreado, as péssimas condições de saneamento básico alem de exterminar a água potável transmite doenças, doenças que afetam e principalmente as crianças. Portanto se quisermos que nossas gerações futuras tenham água para consumir devemos nos conscientizar agora, pois do jeito que ta não será possível, temos que começar a utilizar a água com sabedoria, para que possamos ter esse bem muito importante por muitos e muitos anos. Augusto 2ª serie B - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  55. Como é dito no texto, apesar da água ser um recurso renovável, a quantidade dela própria para o consumo é pequena em relação a toda água disponível no planeta. Essa quantidade se torna menor ainda em certas regiões do planeta. Como é dito no texto : A falta de água afeta não só a saúde humana, mas também o desenvolvimento socioeconômico da sociedade e o rumo das relações entre as nações. Outro problema é que com o crescimento da população, que por sinal vem aumentando rapidamente, o consumo de alimentos é maior, e para que haja uma maior produção de alimento é preciso de água. A distribuição das chuvas também esta sendo alterada devido ao clima, e se não chove não se produz. Devido também a essa mal distribuição das chuvas, regiões como o sudeste, em especial este ano, esta sofrendo com falta de agua potável para consumo. Isso se deve a um verão seco em que as chuvas não foram suficientes para manter os níveis dos reservatório de água. Devemos então preservar as águas existentes, não as contaminando para que esses efeitos possam ser amenizados. Vitor Pola 2ª série B - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  56. Perante o texto: " Água: uma questão para o mundo", é possível perceber que apesar da água ser um recurso renovável, um dia ela irá acabar. Dentre as razões que me levam acreditar nessa afirmação, é que a maioria da água no planeta é de difícil acesso ou impossibilitada para consumo. O crescimento demográfico e as mudanças climáticas só reforçam isso. Para mim a solução está no próprio ser humano, visto que já está buscando alternativas viáveis para essa situação, como por exemplo a utilização de aparelhos que tornem a água do mar própria para consumo. E com a concientização, o desperdício será reduzido, e as pessoas irão pensar nas gerações futuras e valorizar o que tem no presente.
    Maria Cecília- 2° EM A Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  57. Vivemos hoje num mundo que pode ser considerado alternativo, moderno, com muitas alternativas e soluções para diversas coisas. Mas isso não pode ser aplicado a tudo, sendo que existem problemas como a escassez de água, que não possuem soluções definitivas, temos alternativas é claro como evitar o desperdício e a poluição dela, afinal quem nunca participou de alguma palestra ou algo do tipo sobre como evitar o desperdício de água? Mas e aqueles que nem acesso a ela tem? É absurda quantidade de pessoas quem não tem acesso a água potável, e quando tem é a quilômetros de distância de onde vive. Esses problemas estão longe de acabar, nossos filhos e netos estarão condenados a isso por nossa culpa, e mesmo assim continuamos sem nos conscientizar, sem buscar alternativos para melhorar esse problema, mas é facil fazer isso que estou fazendo, qualquer um pode sentar na frente de um computador e criticar as pessoas como um todo, mas e agir? O que adianta botar a culpa nos outros e ficar uma hora no banho? É preciso parar um pouco com o "blá, blá, blá" e agir!
    Yara Caraçato - 2 ª série B - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  58. A escassez de água, em nossa atualidade está sendo um problema, pois no mundo moderno em que vivemos a água se tornou um fator mais do que necessário, o homem em suas atividades exagera em seu consumo, caso não mude de atitude resultará em uma falta de água pior que já presenciamos hoje, precisamos dela para tudo mas também precisamos moderar e economizar. Em alguns continentes como por exemplo a Ásia, que apresenta uma ausência da mesma muito grande, deve-se ao aumento populacional e a má distribuição desse fator em seus países e que está culminando em guerras, quando um país tem acesso a esse recurso hídrico muitas das vezes não há uma rede de tratamento devido e essas águas não tratadas que consequentemente estão ligadas aos rios e mares vão se contaminar, afetando a saúde e desenvolvimento de doenças. Por isso devemos nos conscientizar e valorizar o que nós temos, o disperdício será menor fazendo com que os recursos hídricos do mundo dure mais tempo para as gerações futuras, mas apenas se realizará se todos pensarem a respeito e faze-la.
    Roberto Naka .-. 2ª Série A .-. Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  59. Depois de analisar os fatos contidos no texto podemos perceber claramente que o consumo desregrado da água no planeta está nos levando a uma situação de risco que reflete a teoria malthusiana do desenvolvimento. A água é o bem mais precioso que existe e hoje a nossa região é privilegiada com um amplo abastecimento, mas em outras regiões, como a nordestina, o abastecimento de água é insuficiente e além disso sem o tratamento necessário. Para alterar essa situação as pessoas precisam se conscientizar e mudar os hábitos e assim melhorar o mundo para as gerações futuras.

    ResponderExcluir
  60. Infelizmente, ao contrário do que eu gostaria, os dados apontam a criticidade da situação que os recursos hídricos estão enfrentando e pior ainda, o descaso das pessoas com essa situação. Achamos que a água por ser um recurso renovável nunca acabará, porém não é bem assim e alguns fatores estão contribuindo para a crise da falta de água no planeta. São eles: o aumento excessivo da população, a necessidade de se produzir mais energia, justamente para atender a demanda da quantidade de pessoas no mundo, o mau manuseio dos recursos hídricos, a poluição em excesso, a falta de saneamento, pois muita água está em desuso por causa da sujeira que a contamina, as ações humanas, que é um dos principais causadores dessa crise, entre outros. Esse líquido tem suma importância para a vida, afinal tudo envolve água, saúde, alimentação, transporte, energia (aliás, no Brasil a energia é predominantemente proveniente das hidroelétricas), resumindo tudo passa pelo líquido precioso. Portanto fica evidente que a escassez dessa preciosidade trará só prejuízos a população mundial. Já existem conflitos em algumas regiões por causa das necessidades socioeconômicas que a água fornece e os países dessas regiões estão ficando sem. A seca afeta a vida das pessoas de tal forma que pode levar pessoas a morte. Nem precisamos ir tão longe, é só pensarmos no Nordeste brasileiro que vive em extrema pobreza na maioria da região, lógico que somado a outras vertentes, mas principalmente pela falta de água. A escassez dela poderá causar danos inimagináveis nas próximas décadas se a situação continuar como está, causando: crises socioeconômicas, morte da fauna e flora, conflitos, e, até, morte de pessoas. Se a crise já nos afeta agora, imagine no futuro quando, dados estatísticos de órgãos confiáveis, a exemplo da ONU, apontam que as perspectivas são piores. Encontrar uma solução definitiva para essa situação não será fácil, mas a ação conjunta da população com seus respectivos representantes pode trazer alguma melhora, e senão uma solução completa, pelo menos uma retardação do processo. Ações essas seriam: melhor manuseio dos recursos hídricos em sua utilização econômica e industrial, políticas cidadãs de conscientização da população quanto ao uso correto da água, melhorias no saneamento, investimento dos governos em pesquisas sobre o assunto, e cooperação das pessoas em relação à utilização desse líquido, evitando desperdício e poluição, pois isso afeta claramente a saúde da água. Afinal, o ditado diz que tudo que é demais, é sobra. No caso da água tudo que é demais agora, é desperdício... Mas no futuro será falta. É um trocadilho bobo, porém é verdade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel Saturno Bezerra - 2ª série Em "A"
      Colégio Santa Cruz

      Excluir
  61. A atual crise global hídrica está sendo causada pela combinação de diversos pontos, como: o crescimento populacional, as alterações climáticas, as contaminações de fontes, a expansão do consumo associada à melhoria dos padrões de vida, mudanças alimentares, aquecimento do planeta, o desperdício e o mau gerenciamento desse importante recurso natural, sendo motivo de êxodo da população e alvo de políticas públicas. Uma das bases da vida humana, o acesso à água de boa qualidade está diretamente ligado à saúde, além de ser considerado um relevante fator para o desenvolvimento socioeconômico de um país ou nação. Sem água, não é possível sobreviver. Estima-se que a escassez hídrica atinge 11% da população mundial. Um recurso renovável, como a água, não se mantém, necessariamente, inesgotável e com boa qualidade todo o tempo. Tudo depende do equilíbrio entre a renovação e o consumo. Do volume total de água que revestem o planeta, só 2,5% é de água doce. Além disso, a maior parte dela não está ao alcance do homem (está congelada ou escondida). A quantidade de água a que o ser humano tem acesso fácil (a superficial) é de, aproximadamente, 0,4% da água doce existente no planeta. O desenvolvimento industrial e agropecuário é hoje responsável pelo consumo da maior parte de toda água potável usada pelo homem. E, quanto mais rica é uma região, maior é o consumo de água por pessoa. Futuramente, a água pode ser o principal deflagrador de guerras, se existir uma crise mundial hídrica grave. A solução para o colapso de água em todo planeta exige grande investimento de capital dos países, com objetivo de melhorar o acesso aos serviços de fornecimento, abastecimento e tratamento de água, além de acordos efetivos entre nações para a cooperação no uso da água. Também é preciso a mudança nos padrões de produção e consumo, para evitar o desperdício de água no uso doméstico, industrial e agropecuário, além de um gerenciamento adequado das fontes hídricas, ou seja, saneamento básico, já que a água doce é um recurso renovável (tem um ciclo), mas não infinito, portanto é necessário economizar e cuidar da água, para que as futuras gerações também desfrutem desse bem natural tão importante para a vida humana.

    NATAN ALISON - 2ª série "A" - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  62. A água é o recurso mais importante do planeta, sendo indispensável para a vida na terra. Infelizmente, o mundo hoje lida com muitos problemas relacionados a esse recurso renovável - por exemplo a desigualdade em sua distribuição, visto que em algumas áreas do planeta ainda exista abundancia de água, e em outras, a falta dela. Apesar de a maioria da população viver tranquilamente a respeito disso, esse conforto pode não durar muito tempo: a ONU estima que, em 2025, dois terços da humanidade sofrerá com a falta de água de algum modo. Isso acontece por culpa do próprio homem. Apesar de água ser renovada a cada ciclo completo (evapora, desaba como chuva, escorre para o fundo da terra e retorna para a superfície) ela não é completamente inesgotável, por isso, precisamos aproveitar enquanto ainda temos e, principalmente, cuidar para que não haja o desperdício, principal fator que ocasiona a escassez, que também está relacionada com o grande aumento da população e ao aquecimento global. Existem também outras falhas históricas, como por exemplo a grande perda de água do Mar de Aral, ocasionada por projetos muito mal concebidos na época da União Soviética. Além de tudo, a má qualidade da água que algumas pessoas do planeta são obrigadas a presenciar causa muitos problemas a saúde, sendo a água contaminada a causa de muitas doenças que perturbam cerca de 700 milhões de pessoas, que não tem acesso a água potável. Os problemas com a falta de água podem não ser totalmente impedidos, mas podem ser contornados, depende da ação consciente humana, evitando o desperdício.

    JULIA BANDOCH - 2ªB COLÉGIO SANTA CRUZ

    ResponderExcluir
  63. A água é um recurso natural indispensável à vida no planeta Terra. Possui um enorme valor econômico, ambiental e social, fundamental à sobrevivência do Homem e dos ecossistemas no nosso planeta. Nos nossos dias, o desperdício aliado ao aumento na procura deste recurso, tornou-se num problema que requer a atenção de todos, devido à decrescente disponibilidade de água doce no nosso planeta. Se tivermos em conta que diariamente usamos a água nas mais diversas atividades na nossa vida (higiene pessoal, alimentação, rega e limpeza, indústria e agricultura), e nem sequer temos a noção da sua importância, temos aqui a prova de que ainda temos muito que aprender relativamente à importância deste recurso na nossa sobrevivência.

    Aluno: Lucas Marcelo - 2ºB Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  64. A escassez de água vem se tornando um problema muito grave devido ao desperdício, má distribuição, poluição, mudanças climáticas e ao grande crescimento populacional, diminuindo a quantidade de água acessível aos seres humanos. A água é muito importante para nossas vidas, pois além do consumo ela também é usada para a produção de energia e para as atividades agrícolas. A água é um recurso natural renovável mas temos que ter um certo equilíbrio entre o consumo e a renovação. Enquanto algumas pessoas tem água o suficiente para viver bem e ter uma boa saúde, outras não tem. Em muitos lugares, varias pessoas estão morrendo, inclusive crianças, por causa da má distribuição de água. A falta de água pode começar a causar conflitos entre países fazendo com que disputem a água entre si. É melhor nos conscientizarmos logo pois a água é essencial para a vida na terra e sem ela teremos muitos problemas e conflitos no mundo.

    Erick Kondo - 2ª série A - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  65. A água é um recurso indispensável para a vida de qualquer ser vivo. Sem ela não tem vida no planeta, devido isso, a água não tem preocupado somente pesquisadores e as autoridades, mas sim a população também, com a sua falta, a qual está relacionada com a má distribuição e com mau uso. Constantemente ouvimos em noticiários falta de água isso nos faz pensar se nos próximos anos haverá água, segundo os pesquisadores haverá sim, porém numa quantidade reduzida. Isso será consequência do aquecimento global e do aumento populacional principalmente. Portanto já passou da hora das pessoas começarem a usar esse recurso natural com consciência. Para que os rios não fiquem poluídos, visto que existem muitos rios que poderiam ser usados para levar água à população, entretanto não são usados devido ao grau de poluição. É importante ressaltar também que nos devemos economizar, ou seja, evitar o desperdício de água, pois a seca frequentemente vem afetando, principalmente o nordeste brasileiro.

    Eduarda Plantes, 2B -Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  66. É fato que a água, além de ser um recurso renovável, é indispensável para a vida de todos na Terra. A má distribuição de água já mostra suas consequências, o que gera a crise de abastecimento da mesma, pois a água é dependente de um equilíbrio entre a renovação e o consumo. Atualmente temos a ameaça de uma escassez crônica e não podemos negar que o ocorrido seja principalmente causada pela ação do homem, alguns exemplos dessas ações são reveladas através do crescimento populacional, da expansão do consumo associada à melhoria dos padrões de vida, das mudanças alimentares, do aquecimento do planeta, junto com o mau gerenciamento, o que faz aumentar a pressão sobre o abastecimento local e mundial de água. Além disso, essa preocupação com a água gera conflitos entre países, pois cada um envolvido pretende controlar as fontes de água a sua maneira. É importante ressaltar que, como base da vida humana, o acesso a água é fundamental para a saúde, sendo concluído que sem água limpa, a população adoece. As principais vitimas se encontram nos países pobres e em desenvolvimento. A solução para todo esse problema com a água poderia ser resolvido com grande investimento de recursos para ampliar o acesso universal aos serviços de água e saneamento, além de efetivos acordos entre países para a cooperação em seu uso. Há também a necessidade de mudança nos padrões de produção e consumo, para evitar o desperdício de água. Necessitamos da água para tudo, por isso devemos ter muita responsabilidade para com a mesma.
    Beatriz D'. Rettig - 2º série B - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  67. É muito fácil de observar que a água potável no planeta terra está se esgotando, e isso fica ainda mais evidente quando vemos por todos os lados, jornais, revistas, panfletos, falando para que economizemos o máximo possível de água. O texto enfatiza que a água é um recurso renovável, pois a água tem um processo de reciclagem natural, no entanto surge a seguinte pergunta: se a água se renova, o que está causando sua crise global? A crise global é o resultado do um grande crescimento populacional, consumo associado á melhoria dos padrões de vida, aquecimento do planeta e mau gerenciamento, ou seja, temos muita água, porém toda essa água não é suficiente porque também há um gigantesco aumento populacional.
    De um lado pessoas morrendo de sede, com falta de higiene básica, morrendo por água contaminada, e do outro, pessoas que tomam banhos muitos longos, e deixam a torneira jorrando água. É necessidade de todos ter acesso a água de qualidade, mas usá-la com moderação. Se atualmente já existem tantas crises por causa desse bem, o que será de nós daqui a 50 anos?

    NATÁLIA QUAGLIA GAMBINI
    2º ANO B
    COLÉGIO SANTA CRUZ

    ResponderExcluir
  68. A agua é importante para todos, sem ela nao existe vida.
    O consumo exagerado, o desperdicio, a poluição de rios,lagos e mares somada a pouca disponibilidade, já que a maior parte está na forma de neve ou gelo nas calotas polares e é inacessivel para o homem gera conflitos pela agua. E em regiões que existe pouca agua potavel é maior a ocorrencia de doenças, por causa da falta do tratamento do esgoto, que na seca deixa um cheiro horrivel e nas epocas de chuvas ocorrem enchentes trazendo consigo muitas doenças. Pelo exposto acima pode-se concluir que é necessario nao apenas economizar a agua, mas também trata-la para que se mantenha agua disponivel para todos.

    Giovanna Gatto Francischini.
    2° Ano B
    Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  69. O aumento das cidades, o aumento da população e a ocupação de áreas de mananciais, provocaram a falta de reservas naturais de água, assim, obrigando a população ir buscar fontes de água em lugares distantes. A escassez, a qual parecia impossível de se acontecer há alguns anos, hoje vem tornando-se um problema cada vez mais frequente, atingindo, principalmente, a África e uma parte da Ásia.
    Já a situação de nosso país pode ser justificada pelo mau gerenciamento, por causa da abundância de água, boa parte da população não tem acesso à água potável. Uma das soluções para não faltar água doce, seria a conscientização dos próprios habitantes, como, por exemplo, evitar desperdícios.
    Portanto, pode-se concluir que se quisermos que não falte água potável no futuro, temos que agir e conservar um dos bens mais preciosos do mundo, a água.

    Milena Luiz, 2ºA - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  70. Visto que a agua é um recurso necessario para as nossas vidas, é preciso que haja consientização de toda a população para a economia e uso consiente. É previsto que no futuro, a agua faltará para boa parte da populacão, e isso pode fazer com que haja muitos conflitos para a obtenção desse recurso natural tão importante para a nossa sobrevivência. Dessa forma, concluimos que a água é algo extremamente importante para as nossas vidas, e que devemos cuidar muito bem da nossa agua.
    Camila Martins Colegio Santa Cruz 2b.

    ResponderExcluir
  71. Como podemos perceber no texto no nosso país há bastante água, porém a maioria nao pode ser utilizada pois é salgada, mas com o tratamento expecifico ela estará boa para consumo, isso nao quer dizer que nós devemos gastar em excesso a água boa para o uso porque muitas pessoasa não tem acesso a ela. A água é muito mal distribuida há lugares onde tem bastante um exemplo na América do Norte e há lugares onde nao tem absolutamente quase nada, entao devemos gerenciar o que nós temos, porque a água é muito importante para nós.
    Gabriela Britto 2 séria A Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  72. A água pode ser o recurso mais abundante na face da terra, porém temos consciência de que a água potável está cada vez mais escassa. A maior parte da água doce no mundo está em forma de geleiras ou nos lençóis freáticos da terra, o que torna difícil a extração, sobrando os rios e lagos, os quais muitas vezes têm um índice de poluição tão alto que se torna quase impossível a utilização dessa água para beber. Com os rios e lagos que sobraram para utilização ainda temos outro problema: durante o período de seca algumas dessas fontes naturais ficam em falta, como aconteceu na cidade de São Paulo recentemente, onde além da grave poluição existente no Rio Tietê (que abastece a metrópole) a estiagem causou escassez de água. Uma iniciativa da empresa que faz o tratamento e abastecimento de água em São Paulo foi dar desconto na fatura dos clientes que economizassem água durante esse período. A ideia funcionou, mas tal atitude não seria necessária se os moradores já economizassem água em seu dia a dia. De qualquer forma é necessário que as pessoas passem a gastar menos água e tomar na poluir os rios e lagos, uma vez que a água potável é um recurso finito e que se não preservada, talvez em algumas décadas ela acabe em nosso planeta.
    Pedro Fráguas Colégio Santa Cruz 2ª Série B

    ResponderExcluir
  73. A água é um recurso indispensável para a vida, mesmo que seja o recurso mais abundante na Terra apenas uma parcela de 2,5 é acha doce, por isso ficamos "reféns" do ciclo da água, que evapora nos oceanos e chove no continente, enquanto não encontrarmos outro meio viável para a utilização de toda a água dos oceanos devemos economizar água para que as foças superiores não tenham que tomar medidas drásticas como o racionamento, algumas cidades da região metropolitana de São Paulo estão oferecendo descontos na tarifa de água para os moradores que evitarem o desperdício de água
    Ranieri Pasinato Jr. - Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  74. Parando para pensar, se percebe que a água é um recurso indispensável na vida de todos em qualquer aspectos. Esses pensamentos de hoje em dia a respeito da água é uma previsão que possa acontecer, pois os motivos como o aumento da população já traz uma grande justificativa, quanto mais pessoas mais água vai gastar em se tratando da água doce, que é própria para consumo, pois até para termos energia em vários países precisamos da água na hidrelétricas. Portanto, o pensamento da escassez de água é real sim e é importante para o conhecimento de todos no mundo, mesmo sabendo que se realmente acontecer a falta muito alta os países entrarão em conflito para lutarem em busca de "propriedades" hídricas.Então podemos concluir que as novas gerações poderão passar por sérios problemas com a água.
    Aluna: Laís Verri Iecker - Colégio Santa Cruz 2ª Série A

    ResponderExcluir
  75. Apesar de estarmos em pleno século XXI, em um mundo globalizado, onde a tecnologia e seus recursos avançam cada vez mais, por incrível que pareça vivemos com um crítico cenário global em que pessoas sofrem com a escassez de água potável, e conforme o tempo vai passando a situação se torna mais crítica a cada ano.Quando abordamos o contexto sobre água, mais precisamente sobre sua escassez, entramos em um contexto político, social e econômico e, com isso podemos constatar que precisamos da ajuda de todos para que esse quadro de escassez possa mudar, pois sem água não vivemos, a escassez de água em escala global é tão séria que o problema foi incluído pela ONU como uma das metas do milênio a serem alcançadas até 2015. Mas todavia precisamos ter consciência de como utilizar esse recurso natural não só para o nosso bem mas para o bem de todos.
    Izabelle Diniz - Colégio Santa Cruz 2º ano A

    ResponderExcluir
  76. Como o texto mostra a água é um recurso renovável, mas nem toda água é boa para o consumo. No mundo temos apenas 2,5% de água doce, mas que o homem consegue utilizar são apenas 0,4%, essa quantidade de água é boa para toda a população, mas existem pessoas que não tem acesso a água potável e sim a águas contaminadas com o mal saneamento das cidades, com o vazamento de petróleo (não só no oceano, mas também nos rios). As populações que fazem o uso dessa água estão morrendo por causa de doenças. A população do mundo está crescendo, as pessoas não estão preservando a água, com a desculpa de que a água não acaba, mas se continuarem assim a água pode sim acabar em nosso planeta.
    Faedra Sambato Colégio Santa Cruz 2ª Série A

    ResponderExcluir
  77. Antes de tudo é sempre bom lembrar que sem água não haveria vida em nosso planeta , sem a água não somos nada ,a água é fonte da vida, nós dependemos dela para viver , no entanto, por maior que seja a importância da água, as pessoas continuam poluindo os rios e suas nascentes, esquecendo o quanto ela é essencial para nossas vidas . Existe problemas com a escassez mas muitas coisas podem ser evitadas temos alternativas e claro que cada um pode contribuir como diminuir as horas no banho , desligar a torneira quando escova os dentes , enfim evitando o desperdício da água e cada um fazer a sua parte podemos evitar problemas ainda maiores . E o maior problema também não é a quantidade de água e sim o aumento populacional, a expansão do consumo associada à melhoria dos padrões de vida, mudanças alimentares, aquecimento do planeta e mau gerenciamento estão aumentando as pressões sobre o abastecimento local e mundial de água. Segundo as projeções da ONU para 2050 , mais áreas sofrerão escassez hídrica , tanto devido á mudanças climáticas, quanto á fatores socioeconômicos . A água por ser um fator tão importante acaba em alguns lugares gerando conflitos, o principal foco de briga está nos rios e bacias compartilhados por dois ou mais países. E essa foi uma das motivações do Ano Internacional de Cooperação pela Água .E por fim a água além de ser a fonte de vida e saúde ela pode servir de meio para vários tipos de enfermidades como doenças , contaminação por hospedeiros e por falta de água e estima-se que, no mundo todo, mais de 700 milhões de pessoas não tenham acesso à água potável e 2,3 bilhões careçam de esgoto tratado , as maiores vítimas das doenças são as crianças de países pobres e em desenvolvimento.
    Aluna : Cinthia F. L. Parra. 2ª Série B . Colégio Santa Cruz.

    ResponderExcluir
  78. há má utilização da água é preocupante pois de 1,39 bilhão de quilômetros cúbicos de água apenas 2,5% é água doce, lembrando que a maior parte dessa água se encontra em geleiras, aquíferos ou calotas polares e que apenas 0,4% esta ao alcance do homem nos faz repensarmos em um melhor uso da água. A ausência de água além de ser um grande problema ambiental é também um enorme problema socioeconômico pois com a escassez de água não da para produzir alimentos, assim prejudicando a economia da região e ainda tem grandes chances desse local ter a falta de alimento para consumo próprio. DE JOÃO MARCOS VENDRAME 2-A Colégio Santa CRUZ

    ResponderExcluir
  79. Que a água é fundamental para a vida na terra e um recurso insubstituível todos sabem. Entretanto, parece que as indústrias se esquecem quando o assunto é lucro, uma vez que ao invés de livrarem-se corretamente dos resíduos produzidos pelas mesmas conforme manda a legislação, burlam as regras e às jogam nos rios. E dessa forma contaminam as águas que tanto queremos preservar. Além disso é necessário partir de cada habitante atitudes cotidianas para preservar esse valioso recurso, visto que a população cresce em um nível alarmante, e se não tomarmos medidas preventivas a água diminuirá cada vez mais rápido. Até um ponto que teremos que viajar até postos distantes, pagar por entregadores particulares ou até mesmo guerrear por água potável. Algo que ninguém quer que aconteça. Concluindo, para que isso não ocorra, devemos cooperar e apenas desse modo para que a água potável no planeta terra não acabe.

    Aluno: Felipe Sobrinho Polon. 2ª Série A Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  80. De acordo com o texto a escassez de água tem se tornado um problema ambiental muito grave, pois no Brasil a MAIOR parte dela e imprópria pra o consumo. O problema em si não é a falta desse precioso recurso e sim a má distribuição do mesmo o qual além de mal distribuído esse recurso e vítima de muitas Indústrias as quais depositam seus resíduos de produção nas nossa águas. Em tempos passados esse problema de "falta" de água não era tão alarmante já que a população tinha mais consciência e o nível de Industrialização era bem menor. Não podemos culpar apenas outras pessoas por esse problema, antes deveríamos tomar conta de que também temos parte nesse processo de degradação do nosso ambiente aquático já que muitas vezes desperdiçamos, literalmente jogamos fora a água, portanto devemos visar uma economia maior e mais eficaz nesse processo de reconstrução das águas. Além do consumo usamos a água para nossa higiene pessoal a qual sem esse recurso e impossível, a falta de saneamento básico em muitas áreas do nosso país e do mundo esse é um problema presente na vida de milhares de pessoas. Concluímos que a água é um bem universal e que devemos preservar para que as próximas gerações da nossa espécie tenham acesso à esse recurso extremamente necessario.
    Cassio Gabriel - 2 A - Santa Cruz

    ResponderExcluir
  81. Há décadas, está sendo apresentado pela mídia a possível falta de água potável no mundo. Contudo, a sociedade moderna ignora esse fato, podemos visualizar cada vez mais poluição, desperdício nas diversas classes sociais. Até quando faremos de conta que nada está acontecendo? Percebemos, que a água potável está se esgotando em nível mundial, em muitas regiões do nosso país, já não tem distribuição de água boa para beber. Esse recurso, como é renovável, não irá acabar, porém o processo de purificação das águas é demorado e requer muito dinheiro. O grande problema, não esta somente na escassez de água potável e sim, no jeito em que se encontram as águas dos mares, das geleiras e dos lençóis freáticos. Estas, nota-se que estão em situações extremas de poluição, que é o elemento principal e o mais grave da possível futura falta de água. Medidas simples podem ser adotadas por mim e por você, contribuindo para acabar a poluição e o desperdício, desta forma poderemos irrigar as plantações, acabando com a fome e com a miséria desta e de todas as gerações.
    Gabriella Cordeiro
    2ª Série A
    Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  82. A má utilização da água ocorrente hoje gera uma situação critica para esse recurso natural importante para vida Humana.A água um bem natural que não pode ser produzida por técnicas químicas mas é renovada através do seu ciclo, esta sendo utilizada todo dia constantemente.Mas esse consumo exagerado da água esta gerando hoje(principalmente áreas áridas e de poucos recursos hidrográficos)uma preocupação relacionada com a possibilidade da grande falta de água potável.Outros fatores que podem gerar essa falta é o grande crescimento populacional(que cria um maior consumo para uso domestico,pessoal e comercial),a poluição(que afetas grandes áreas do ciclo da água e também afeta a saúde da população) entre outros.A minha opinião sobre esse assunto é que a água é essencial ao homem pois sem água não há vida e por isso o homem de cuidar e preservar ela.

    Aluno:Guilherme Freitas Silva N:14 Colégio Santa Cruz 2º B

    ResponderExcluir
  83. Apesar da água ser um bem renovável, o uso indiscriminado dela está levando a população mundial a sofrer com a possibilidade de escassez. Escassez por falta de um gerenciamento adequado, de uma distribuição igualitária. Sociedades mais ricas, a usam muito mais, desde o banho, ao lazer e ao consumo, já as pessoas mais carentes, nem sempre têm acesso a esse líquido essencial para sobreviver. Muitos precisam caminhar horas, cavar poços, para conseguir um mínimo para sobrevivência, como os casos observados na África. Ainda é comum as pessoas ficarem horas com as mangueiras abertas ao lavar carros e caçadas. O desperdício é alarmante. à medida que a população vai crescendo, vai sendo necessário mais e mais água, desde para o uso em coisas rotineiras (limpeza, consumo, etc) até e principalmente para a geração e energia;. Sem contar que a poluição é outro fator que faz com a água seja empobrecida e se torne cada vez mais difícil sua potabilidade, já que os recursos para isso, também tendem a ser cada vez mais difíceis. A água é um fator de discórdia em todo o mundo, já que por ela, há brigas, discussões e ainda assim, há a necessidade de um entendimento global para que esse bem seja para unir os povos de verdade. Cuidar evitando a poluição, distribuir de forma igual e empregá-la em todos os setores da economia dentro da medida certa, reaproveitando as águas descartadas em cada casa, empresa, etc. Este é o sonho que pode ser realidade mas que ainda está muito distante do ser humano.

    Anna Flavia Camargo 2ºA Colégio Santa Cruz

    ResponderExcluir
  84. Todos nós já sabemos que precisamos da água para sobreviver, mas nem todos estão conscientizados de que a água aos poucos está se esgotando. Será porque nunca tivemos que ir busca-la em um posso? Ou até mesmo de esperar o caminhão pipa traze-la? Podemos não perceber, mas a cada dia ajudamos para o esgotamento desse bem natural, que sacia nossa sede e nos auxilia em diversas áreas do nosso dia. Muitas vezes observamos que todos os dias pessoas do mundo inteiro lutam pelos seus direitos, no entanto não tem o mínimo prazer de ver que a cada tempo que passa está ajudando a acabar com seu maior direito: ter água de qualidade ao abrir a torneira de sua casa para fazer qualquer coisa que seja. De uns tempos para cá, fui vendo nos noticiário reportagens sobre a falta de água e seu estrago pelo mundo, causando mortes de pessoas e animais, pessoas gastando seu ultimo centavo para manter a família viva, sem contar com o sacrifício de ir que buscar água no rio. Mesmo sendo muito abundante, a água esta desaparecendo cada vez mais de acordo com o aumento do número da população junto com ela com o frequente desperdício e a industrialização que deixa a chuva acida com a liberação de gases no ar fazendo com que a água fique impropria para uso. Com a falta de chuva nos últimos tempos já conseguimos notar o desastre principalmente na região Sudeste, que teve seus reservatórios abaixo da média. Em alguns lugares a falta de água é grande, e em outros é de má qualidade que quando ingerida acaba causando doenças. Com isso notamos então que a água mesmo sendo um bem renovável deve-se ser utilizada com o mínimo de desperdício possível, porque a água é o principio de todas as coisas.
    Aluna: Rafaela Paula de Souza. 2ª Série A - Colégio Santa Cruz.

    ResponderExcluir
  85. Lendo o texto é possível constatar que fatores como o crescimento populacional, a expansão do consumo associada à melhoria dos padrões de vida, mudanças alimentares, problema de má distribuição da água aquecimento do planeta e mau gerenciamento estão aumentando as pressões sobre o abastecimento local e mundial de água,, um belo exemplo disso é na Ásia Central, no Mar de Aral, que não tem nem 10% do que tinha há 50 anos atrás. Além dessas questões ainda temos a disputa econômica que gira em torno desse recurso natural. Acontecem conflitos políticos sobre a disputa pela água. e falta de saneamento básico em algumas regiões, o que pode causar doenças diarréia, dengue, a febre amarela e a malária, mesmo quando não causa a morte diretamente, a água contaminada provoca enfermidades que debilitam o indivíduo, tanto física quanto mentalmente. É o caso da esquistossomose, que retarda o crescimento e afeta a capacidade de aprendizagem das crianças. É necessário que as autoridades tentem resolver esse problema pois algum dia a água pode acabar.
    Natan Roberto, Colégio Santa Cruz 2° A

    ResponderExcluir
  86. A água é, sem sombra de dúvidas, o recurso natural mais importante que conhecemos hoje. Sem ela, toda a biodiversidade do planeta (incluindo a nós mesmos) não existiria. Atualmente temos um grande problema em relação à água. Estamos passando por uma crise hidrográfica, e o problema não é necessariamente a falta de água, mas sim a sua distribuição e utilização. Como renovamos esse recurso diariamente, não há perda: TODA A ÁGUA UTILIZADA VOLTA À NATUREZA. Mesmo assim, com todo esse re-aproveitamento, temos regiões muito desfavoráveis, por razões climáticas, regionais ou até mesmo econômicas. Temos ainda os casos onde a água chega nas populações, mas não é tratada da devida maneira, o que pode acarretar riscos à saúde. Por fim, concluímos que esse bem que nos foi dado sem custo deve ser cuidado, para que não falte no futuro.
    Luiz Gustavo - 2ª A - Santa Cruz

    ResponderExcluir
  87. Mesmo a água sendo um recurso renovável, fatores como o crescimento populacional, aumento do consumo,aquecimento da Terra e má distribuição colaboram para a "falta" de água em diversos países, como por exemplo no nordeste do Brasil onde secas afetam a população destruindo plantações e matando animais. Em outros países como o Haiti os problemas relacionados à água são de saúde, por falta de saneamento básico.
    A água também é um motivo de conflitos, segundo o Instituto Pacífico entre 2000 e 2012 houveram mais de 50 confrontos militares em relação a água, como por exemplo a atual guerra na Síria tem como um dos motivos a disputa pela água.
    Voltando ao assunto da saúde, a água quando não tratada traz muitos problemas para a sociedade, principalmente as crianças que são mais afetadas pelas doenças transmitidas, como a diarreia.
    João Guilherme Rocha Barboza, Colégio Santa Cruz 2ºA

    ResponderExcluir
  88. A água é um recurso renovável. Embora, a água de boa qualidade para o consumo não seja necessariamente inesgotável, dependendo da forma como é consumida. Ainda assim, no mundo apenas 2,5% é água doce e 0,4% está ao alcance de parte da população.Pensando em quanto a água faz parte do nosso dia a dia para matar a sede, cuidar da higiene, gerar energia e produzir alimentos e bens industriais, acreditamos que seja suficiente se usada corretamente. O problema não é a quantidade água disponível no planeta e sim o grande aumento da população mundial. Este problema é ainda maior se pensarmos nas diferenças sociais existentes no mundo hoje. De acordo com dados mostrados no texto acima populações carentes tem menos acesso a água tratada e saneamento básico, e populações mais ricas tem mais acesso, consumindo mais, gastando mais energia, e se beneficiando mais da água. Estimativas feitas pela ONU mostram que esta situação pode piorar nos próximos anos se o mau gerenciamento da água continuar. Pensando que sem água limpa para beber e sem saneamento as pessoas adoecem, e sem saúde as pessoas não conseguem trabalhar, populações pobres continuarão pobres formando um ciclo vicioso. A solução exige esforços entre os países para a cooperação no uso da água e mudanças no seu modo de consumo.

    Giovana Aleixo G. de Oliveira,Colégio Santa Cruz 2°B

    ResponderExcluir
  89. Os estudos científicos mostram que a quantidade de água que o homem aproveita para satisfazer as suas necessidades é menor, com as mudanças climáticas que se associam ao trabalho diário humano, estes proporcionam para um grande conflito da humanidade. Deste modo conclui se que cada individuo vê este precioso liquido como a mais importante segundo seus objectivos pretendidos, e isto culminando no seu rápido escassez e como consequência passa a ser comercializado. Alguns dos casos pode se destacar: A poluição das regiões de água doce, por parte das grandes indústrias deixando a área agricultura sem acesso para a irrigação dos seus campos; O desvio dos grandes rios por parte dos grandes agricultores para a irrigação dos seus campos, deixando a população sem água de beber. O crescimento desordenado das cidades, aliado à ocupação de áreas de mananciais e ao crescimento populacional, provoca o esgotamento das reservas naturais de água e obriga as populações a buscar fontes de captação cada vez mais distantes. A escassez é resultado do consumo cada vez maior, o mau uso dos recursos naturais, do desmatamento, da poluição, do desperdício, da falta de políticas públicas que estimulem o uso sustentável, a participação da sociedade e a educação ambiental.

    ResponderExcluir
  90. MOC-ECO, Estamos em Belo Horizonte/MG , lutando e defendendo o direito sagrado de todos a uma água limpa e saudável, resguardamos a Serra do Curral daqueles que so querem explorar suas riquezas...
    Att. Sérgio Antonio de Oliveira, Coordenador e presidente.

    ResponderExcluir
  91. MOC-ECO em defesa da SERRA DO curral/MG

    tel.031 992950721o para o mundo todo


    Tal como no Nordeste brasileiro, há diversos pontos do mundo em que a
    escassez hídrica é motivo de êxodo da população e alvo de políticas
    públicas. Em termos globais, a oferta de água corre o risco de entrar
    numa crise profunda, pressionada cada vez mais pelo crescimento
    demográfico, pelas mudanças climáticas, pela contaminação de fontes e
    pelo desperdício. A crise é menos uma questão de insuficiência real, e
    mais de mau gerenciamento do uso dos recursos hídricos. A falta de água
    afeta não só a saúde humana, mas também o desenvolvimento socioeconômico
    da sociedade e o rumo das relações entre nações.

    ResponderExcluir