(Mais um...) Vazamento de Petróleo no Litoral Paulista

A mancha de óleo que vazou de um píer da Petrobras na tarde de sexta-feira (5), em São Sebastião, se alastrou pelo litoral norte de São Paulo e já atinge ao menos três praias movimentadas na cidade vizinha de Caraguatatuba.
Segundo Foster, o vazamento em São Sebastião corresponde a 22 barris de óleo e cada um tem, em média, capacidade para 160 litros. As causas e a origem do vazamento serão conhecidas na próxima sexta-feira (12). "Até sexta-feira vamos saber porque vazou, o que vazou, e o que fazer para que isso não se repita", disse Graça durante apresentação do Plano de Negócios 2013-2017 para cerca de 500 empresários na Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro). Graça afirmou que para ela "qualquer vazamento diferente de zero é grave".
Aproximadamente 500 pessoas e 37 embarcações foram mobilizadas para fazer o trabalho de limpeza
Uma válvula deixada aberta durante o abastecimento de um navio pode ter ocasionado o vazamento. O problema ocorreu em um terminal de uso privativo da Petrobras, no porto de São Sebastião.
O vazamento já atingiu 14 praias da região, dez em São Sebastião e quatro em Caraguatatuba, segundo prefeituras e Cetesb. A Petrobras fala em nove praias atingidas.
As praias atingidas pelo óleo estão impróprias para o banho de mar, mesmo aquelas que já passaram por ações de limpeza, diz a Cetesb.
A companhia monitora as praias de Cigarras, Arrastão, Pontal da Cruz e Deserta, em São Sebastião; e Mococa, Cocanha, Massaguaçu e Capricórnio, em Caraguatatuba.
Fonte: Folha de S. Paulo - Cotidiano (09.04.2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário