Explosões na maratona de Boston deixam feridos

Duas fortes explosões atingiram a região próxima da linha de chegada da Maratona de Boston, na tarde desta segunda-feira. De acordo com a rede de TV americana CNN, ao menos seis pessoas ficaram feridas.
Não há informações sobre a origem das explosões.
O hotel ao lado, que serve de base para a organização do evento, foi interditado. Pelo menos um outro hotel, em outro ponto da cidade, também foi fechado --segundo a CNN, foi o Mandarin Oriental e, segundo o jornal "Boston Globe", o Lennox Hotel.
Conforme o "Globe", pouco mais de uma hora após a explosão, a polícia ainda planejava realizar a explosão controlada de um objeto, a alguns metros de distância.
O "Globe" informa que as explosões aconteceram por volta das 15h, cerca de três horas depois da chegada dos vencedores. O local, porém, ainda estava cheio de participantes e torcedores.

Testemunhas afirmaram ao que uma nuvem de fumaça invadiu as ruas dos arredores.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama fala ao telefone com Robert Mueller, diretor do FBI, sobre as explosões em Boston
Um porta-voz da Maratona de Boston disse a repórteres que está orientando as pessoas a saírem do hotel onde teriam acontecido as explosões, e que servia como quartel-general da organização do evento, nem nos arredores do local.
A Casa Branca informou, via Twitter, que Barack Obama orientou seu governo a oferecer qualquer ajuda necessária para investigação e resposta à ocorrência.
Mike Mitchell, um corredor canadense que havia acabado de completar a prova afirma que olhou para trás na altura da linha de chegada e viu uma "grande explosão". A fumaça subiu a 15 metros de altura, segundo o atleta.
A corrida em Boston é a maratona anual mais antiga do mundo, tendo sido realizada pela primeira vez em 1897, e se encontra em sua 117ª edição. Ela acontece toda terceira segunda-feira do mês de abril, no Patriot's Day, um feriado estadual em Massachusetts. 

Fonte: Folha de S. Paulo Mundo 15.04.2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário